fbpx

Ultima Atualização: junho 12, 2024

Arquitetura e Civil

Como elaborar um projeto hidrossanitário eficiente?

Explore tudo sobre projeto hidrossanitário: desde a concepção e componentes essenciais até dicas práticas para realizar o projeto
Ferragens hidráulicas colocadas em planta arquitetônica, com plantas enroladas ao fundo, ilustram um detalhado projeto hidrossanitário.
Índice
Banner divulgando a Carta de Serviços do NCiv com imagem de documento intitulado “Núcleo de Engenharia Civil e Arquitetura”. Inclui um botão que diz "Baixe GRÁTIS" em um fundo amarelo e laranja.

O que é um projeto hidrossanitário?

Um projeto hidrossanitário, também conhecido como projeto de instalações hidráulicas e sanitárias, é basicamente o plano usado para garantir que uma construção tenha um sistema eficiente de água fria, água quente, esgoto e águas pluviais. 

Ele ajuda a desenhar onde e como as tubulações de água serão instaladas para que todo o espaço tenha acesso fácil à água tratada e também como será feito o tratamento e a remoção das águas usadas e residuais. 

Por isso, ele é muito importante para manter os ambientes seguros, funcionais e confortáveis para todos que utilizam o espaço.

Leia mais: Conheça todos os projetos necessários para iniciar uma obra

Importância do projeto hidrossanitário: 6 vantagens

Imagine uma casa sem água potável ou sem um sistema eficiente de esgoto? Sem dúvidas, um projeto hidráulico desempenha um papel fundamental na garantia de conforto e saúde nos ambientes internos de uma edificação.

Desde residências até grandes edifícios tecnológicos, esse projeto é essencial. Aqui estão 6 motivos pelos quais você deve considerar um projeto hidrossanitário antes de iniciar  sua obra:

Redução de custos:

Embora inicialmente possa parecer um custo extra, um projeto hidrossanitário bem executado pode economizar muito no decorrer da obra. Ele minimiza desperdícios de materiais e mão de obra, evitando retrabalhos como quebrar paredes e pisos para instalação de tubulações, comuns em métodos mais tradicionais de construção.

Facilitação na manutenção

Com um projeto hidrossanitário detalhado, as manutenções futuras se tornam mais simples. Isso ocorre porque a localização exata de tubulações e componentes é previamente definida, evitando o difícil acesso que costuma elevar os custos de reparos.

Prevenção de problemas e inconformidades

Um projeto adequado reduz significativamente o risco de inconformidades e problemas ma sua obra. Isso garante que o sistema seja projetado especificamente para as necessidades do empreendimento, evitando surpresas desagradáveis e custos adicionais no futuro.

Compatibilidade com outros sistemas

A integração do projeto hidrossanitário com outros sistemas de construção evita conflitos e ajustes durante a obra. Essa compatibilidade assegura que todos os sistemas funcionem harmoniosamente, desde a instalação inicial.

Conforto e segurança

Um projeto hidrossanitário bem planejado contribui diretamente para a segurança, conforto e desempenho da edificação. Ele ajuda a evitar problemas como vazamentos que podem causar danos estruturais e odores desagradáveis, assegurando uma qualidade de vida superior para os usuários do imóvel.

Sustentabilidade

O projeto hidrossanitário também pode incluir soluções ecoeficientes, como sistemas de reuso de água e eficiência hídrica. Isso não apenas reduz o impacto ambiental, mas também traz economia de recursos no longo prazo.

Partes essenciais de um projeto hidrossanitário

O diagrama de um complexo sistema de tubulação com tubos azuis e amarelos interligados e diversos componentes, representando um projeto hidrossanitario 3d

Sistema de água fria

Envolve o planejamento das tubulações, conexões e acessórios necessários para fornecer água a partir de uma fonte externa (reservatório ou rede pública)  para os pontos de consumo dentro da estrutura, como torneiras, chuveiros e vasos sanitários.

Sendo uma rede apenas de distribuição, seu sistema é muito simples, onde a água sair do reservatório para o barrilete e dele desce para as tubulações e conexões chega aos pontos de uso.

Seus tubos e conexões são, geralmente, feitos de PVC, e nos pontos de uso se utilizam conexões azuis de PVC, que possuem rosca interna de latão.

Sistema de água quente

Similar ao de água fria, mas com a inclusão de sistemas de aquecimento e a distribuição de água quente para usos específicos, garantindo conforto e atendendo normas de segurança e eficiência energética.

Existem dois tipos principais de aquecedores: os de passagem e os por acumulação

Aquecedores de passagem: aquecem a água instantaneamente conforme ela flui pelo equipamento

Aquecedores por acumulação utilizam um reservatório, ou boiler, onde a água é armazenada e aquecida antes de ser distribuída. 

Quanto às tubulações, é importante utilizar materiais que suportem altas temperaturas. Enquanto tubos de PVC são comuns em outros sistemas, para água quente é recomendado o uso de CPVC (policloreto de vinila clorado), que resiste a temperaturas mais elevadas.

Rede de Esgoto

O projeto de esgoto é essencial para o sistema hidrossanitário de qualquer edifício, garantindo a condução segura das águas residuais e de esgoto até os locais de tratamento ou descarte. 

Este sistema inclui tubulações, ventilações e dispositivos como fossas sépticas, projetados para processar e transportar efluentes de maneira eficiente.

Uma parte vital deste sistema é a caixa de gordura, que intercepta gorduras e sólidos antes que estes entrem na rede pública, prevenindo obstruções. A manutenção periódica dessa caixa é crucial para evitar entupimentos e garantir o funcionamento adequado do sistema.

Para o escoamento eficaz, as tubulações de esgoto são instaladas com uma inclinação de 1 a 2%, dependendo do diâmetro do cano.

Projeto de água pluvial

Focado na captação, drenagem e manejo de águas de chuva. Inclui a instalação de calhas, condutores e sistemas de drenagem.

Esta água não deve ser descartada na rede pública de esgoto, mas pode ser armazenada para uso em atividades que não exigem água potável, como regar jardins e para descargas sanitárias.

Saiba mais sobre os projetos de captação de água da chuva

Como fazer um projeto hidrossanitário

Análise Preliminar e Dimensionamento

Inicia-se com uma avaliação das necessidades de água do edifício, incluindo consumo humano, operacional e de emergência. Nesta etapa, também se realiza o dimensionamento, que é o cálculo do tamanho e da capacidade das tubulações, reservatórios e outros sistemas necessários para garantir que o abastecimento e o tratamento de água sejam eficientes.

Exemplo de dimensionamento de um reservatório

O cálculo do dimensionamento de um reservatório varia conforme a quantidade de pessoas que habitam o local e o tipo de edificação (que determina o consumo médio por habitante). Além disso, ele deve garantir o abastecimento por geralmente 2 dias

Captura de tela mostrando uma página da web, destacando aspectos detalhados do layout de um projeto hidrossanitário.
Um gráfico intitulado "Estimando o número de pessoas" mostra o número estimado de pessoas por tipo de quarto: Dormitório (2 pessoas) e Dormitório de empresário (1 pessoa), dados essenciais para o projeto hidrossanitário.

Com as informações necessárias basta realizar a seguinte multiplicação:

(Número de habitantes consumo diário) 2 =  volume do reservatório

Se usarmos como exemplo um prédio de 4 pavimentos com 2 apartamentos por andar, onde cada apartamento tem 2 quartos, o resultado é o seguinte:

Quantidade de pessoas = (2 pessoas/quarto x 2 quartos x 2 apartamentos x 4 andares = 32

Volume do reservatório = 32habx 200 litros/hab x 2 dias = 12800 litros

Desenho Técnico

Utilização de softwares especializados para elaborar os desenhos técnicos e especificações detalhadas das instalações e elementos do projeto, garantindo que tudo esteja alinhado com o projeto arquitetônico.

Planta técnica mostrando o layout de um parque industrial com diversos componentes rotulados, incluindo tanques e sistemas de tubulação, anotações especificando medidas e detalhes de construção, e elementos do projeto hidrossanitário perfeitamente integrados.

Escolha de materiais duráveis e adequados para tubulações, conexões, válvulas e outros componentes, levando em consideração a qualidade, durabilidade e conformidade com as normas técnicas.

Implementação de Normas

É crucial seguir rigorosamente as normas técnicas para projetar e executar com segurança, assegurando que o sistema hidrossanitário seja funcional e legal.

Profissional especializado

Um projeto hidráulico bem elaborado pode economizar tempo, dinheiro e evitar dores de cabeça no futuro. Por isso, um profissional especializado traz expertise e conhecimento técnico para garantir que o projeto seja executado com sucesso e de forma completamente segura, seguindo as necessidades dos clientes, sempre em conformidade com as diretrizes e normas.

Entre em contato agora mesmo para fazer um projeto hidrossanitário com os especialistas da Poli Júnior.

Banner publicitário de serviços de reforma residencial. Texto em português convida o usuário a clicar em um botão para entrar em contato com especialistas em consultoria. O botão diz “Entrar em contato agora”. É mostrada uma ilustração de uma casa com uma lupa.

Compartilhar

Mais artigos