fbpx

Ultima Atualização: março 15, 2024

Gestão Empresarial e Consultoria

Plano de negócios: entenda sua importância

Dois homens de negócios sentados em uma mesa olhando para um portátil.
Índice
Banner em português anunciando serviços de consultoria empresarial, com ilustração de uma pessoa apresentando gráficos. Texto: "Sua empresa precisa de uma gestão empresarial eficiente" e botão "Entrar em contato agora".

Muito se ouve falar sobre a importância de um bom plano de negócio para o sucesso de um empreendimento, independentemente do nicho de atuação.

Ao mesmo passo, muitas pessoas não sabem realmente qual é o papel desse plano em uma empresa e tudo que ele pode fazer pela companhia. 

Ainda, é preciso lembrar que sim, é fundamental ter um plano de negócio bem estruturado antes de começar um negócio.

No entanto, empreendimentos que já estão no mercado há algum tempo e não deslancham, podem precisar de um novo plano ou pelo menos reestruturar o que já existe. 

Mas afinal, o que é um plano de negócio?

O plano de negócio pode ser definido como um documento onde todas as informações importantes e pertinentes a uma empresa devem estar reunidas.

É um documento que armazena dados imprescindíveis para iniciar ou modificar os rumos de um empreendimento e também auxilia na gestão de processos futuros.

Muitos ou quase todos os dados inseridos no relatório são baseados nos resultados de pesquisas de mercado. 

Neste plano, como o próprio nome já deixa claro, é preciso conter os planos da empresa, como em uma espécie de relatório detalhado.

Tudo isso deve ser explícito de forma clara no plano de negócio. 

Uma das funções desse documento é trazer mais segurança para a empresa, sócios e investidores.

De acordo com os dados contidos neste relatório, é possível saber a viabilidade do projeto.

Com base na análise da pesquisa de mercado e demais dados, pode ser que seu plano não saia do papel. 

Esta ferramenta permite a gestão de processos e faz com que as demais etapas de gerenciamento sejam realizadas com base em informações reais, retiradas de pesquisa de mercado e da rotina de empreendimentos do mesmo ramo e não apenas baseadas em achismos e hipóteses. 

Caso seu empreendimento ainda esteja na fase de planejamento e recursos financeiros sejam necessários para iniciá-lo, o plano de negócios pode te ajudar a conseguir crédito na praça.

O contrário também é possível de acontecer, um plano que não contenha todos os dados com bom embasamento e que não atenda às exigências dos bancos, pode resultar em uma resposta negativa. 

Neste ponto, podemos entender ainda mais a importância de se dedicar na hora de estruturar um plano de negócios

Por que é importante ter um plano de negócio?

Podemos afirmar que milhares de empreendedores têm boas ideias para a criação de novas empresas ou projetos.

Ou ainda, têm ideias para aprimorar o que já está no mercado, porém, somente boas ideias não são sinônimo de sucesso e crescimento no ramo de escolha.  

Infelizmente, boas ideias e força de vontade são apenas parte do processo, há muitas etapas a serem percorridas desde o momento da ideia até que esta se transforme em um negócio rentável.

Para solucionar problemas e realizar sonhos, é preciso trabalho duro e é claro, um bom plano de negócio.

Com o olhar mais atento e profissional, uma ideia que parece inovadora pode não ser tão boa assim para a sua cidade ou nicho.

Esta é a razão de muitas empresas fracassarem: oferecer um produto ou serviço inadequado para a sua região. 

Com o plano de negócio em mãos, é possível enxergar melhor todos os pontos da ideia e o que é ou não viável. 

Além disso, contar com ajuda profissional, auxilia a enxergar pontos que poderiam passar despercebidos.

Afinal, alguém ‘de fora’, pode ver coisas que quem está envolvido no negócio deixa escapar.  

Empreendedores inexperientes, podem acabar pulando etapas até mesmo sem perceber ou por não saber a devida importância de cada uma e iniciar uma empresa sem toda a base necessária. 

Porém, isso com certeza irá se refletir na administração da empresa e na gestão de processos, dificultando ambos os aspectos.

Não há como fazer uma gestão eficiente sem os dados necessários e administrar um negócio com base em informações vagas, nunca levou ninguém ao topo.

Dificilmente, você vai conhecer uma empresa bem-sucedida que tenha aberto mão de um plano de negócios. 

Ter em mãos esse relatório completo e detalhado, é como ter um manual de instruções.

Poder contar com todas as informações a respeito de um empreendimento em um só lugar, de forma organizada é de extrema importância, principalmente no início da gestão de processos administrativos.

Com uma rápida pesquisa nos buscadores é possível ver que cerca de 1 milhão de empresas encerram suas atividades no Brasil a cada ano.

Não é possível que entre tantos empreendimentos não haja boas ideias ou soluções inovadoras, o problema pode estar (também) na gestão de processos e na falta de planejamento.

Não saber como é a concorrência, não saber quanto cobrar por seus serviços, não ter estratégias de venda, são só alguns dos motivos que podem levar uma empresa à falência.

Diante de tudo que o empreendedor precisa lidar, uma base sólida e confiável, como dito anteriormente é o plano de negócio.

Levantar questionamentos diversos e buscar respostas para estes, faz parte do plano.

Imaginar situações conturbadas e bolar estratégias para driblá-las, é parte do processo.

Ainda que sejam situações hipotéticas, essa ‘simulação’ ajuda o empreendedor a se preparar e evita surpresas desagradáveis. 

Ainda que o empresário já esteja no ramo há algum tempo, um novo plano de negócios bem estruturado vai ajudar a fazer o negócio crescer e se estabelecer. 

Quando este mesmo empreendedor focou apenas na parte interna da empresa e não se atualizou sobre as tendências do mercado, o plano de negócios pode ser de grande valia.

Estar atualizado é fundamental, as pesquisas de mercado e os dados levantados na hora de montar o relatório serão úteis nesse quesito.

Por último, mas não menos importante, o plano de negócio vai refletir na gestão de processos e de negócio de forma geral.

Quando este documento é feito de maneira correta, ele terá o perfil do empresário e da empresa. 

Se o plano for feito por especialistas, busque aqueles que estejam abertos a ouvir suas ideias, entender seus medos e expectativas. 

Afinal, a gestão de processos é sobre o que sua empresa precisa refletir.

Caso estas não sejam viáveis, cabe aos profissionais te mostrar as melhores alternativas com base no que precisa atingir. 

Por fim, fazer parte da concepção de um plano de negócios vai abrir seus olhos para a gestão do seu empreendimento e ajudar na administração da companhia.

Conheça a Poli Júnior 

A Poli, está há anos no mercado e conta com profissionais e diversos ramos e tem uma área dedicada somente a criação e a gestão de negócios novos.

Nossos especialistas vão te ajudar a tirar suas ideias do papel de forma estratégica, ouvindo seus pontos de vista e apontando as melhores soluções para que seu empreendimento seja lucrativo.  

Fazemos planos de negócio com base em pesquisas de mercado, com dados confiáveis e usando tudo que a tecnologia pode oferecer a seu favor.

Com a nossa análise de informações importantes, público-alvo e mercado, podemos iniciar um plano de negócios mais efetivo.

Além disso, podemos incluir plano de marketing, plano financeiro e operacional na lista de serviços. Ou seja, menos riscos e mais tempo para focar no seu empreendimento novo.

Caso, seu negócio não seja recente, mas você precise de uma consultoria especializada para alavancar seu empreendimento, na Poli, você encontra.

Conheça todos os nossos serviços e solicite um orçamento através de nosso site, basta clicar aqui.

Compartilhar

Mais artigos

Uma pessoa está trabalhando em uma mesa com vários monitores de computador exibindo código Python.
Inteligência e Análise Dados

Python: O que é e onde é usado?

Conheça mais sobre o Python, que uma é linguagem de programação versátil, possibilitando a atuação desde o desenvolvimento web até a ciência de dados

Leia mais