Instalação Elétrica: conheça os cuidados que você precisa ter!

Segundo estatísticas recentes do anuário da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), só no primeiro semestre de 2020 ocorreram 741 acidentes envolvendo energia elétrica. Dentre os 741 casos, 355 deles acabaram de forma fatal.

Tendo em vista os dados apresentados acima, é possível perceber a alta incidência desses casos, os quais ocorrem frequentemente e envolvem não só profissionais da área.

Por isso, as condições gerais das instalações elétricas devem ser motivo de preocupação geral, pois exige atenção aos cuidados necessários para manusear instalações e aparelhos elétricos, sejam eles profissionais ou residenciais.  

Antes de te mostrar uma lista com os principais desses cuidados, iremos introduzir este artigo detalhando o que são instalações elétricas para te fazer entender melhor a complexidade desses perigos.

O que é instalação elétrica e como ela funciona?

O conceito de instalação elétrica compreende um conjunto de elementos físicos (como fios, cabos, disjuntores, tomadas, etc.) capazes de viabilizar o funcionamento de um sistema elétrico quando coordenados entre si.   

Uma instalação elétrica pode ser dividida em setores, sendo os principais: Infraestrutura de instalação, cabeamento (condutores), controle (interruptores, tomadas), medição e proteção (disjuntores, fusíveis e medidores). 

Além disso, os tipos de instalação podem ser divididos em: Prediais, comerciais e residenciais a depender dos níveis de potência e de complexidade. 

Também podem ser classificados de acordo com a potência, variando entre extra baixa tensão, baixa tensão e alta tensão. 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre instalação elétrica e as divisões da mesma, partiremos pro ponto principal do nosso artigo: 

Os cuidados que você precisa ter 

  1. Norma técnica ABNT NBR 5410

Essa norma regula as instalações elétricas e tem como objetivo torná-las seguras a partir dos padrões estabelecidos, como diz o próprio escopo apresentado pela ABNT: 

“Escopo: Esta Norma estabelece as condições a que devem satisfazer as 

instalações elétricas de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de 

pessoas e animais, o funcionamento adequado da instalação e a 

conservação dos bens.

Esta norma aplica-se principalmente às instalações elétrica de edificações, 

qualquer que seja seu uso (residencial, comercial, público, industrial, de 

serviços, agropecuário, hortigranjeiro, etc.), incluindo as pré-fabricadas.”

Sendo assim, é importante verificar se as instalações da sua casa atendem a esses padrões, caso contrário, é de extrema importância adequar a sua instalação elétrica aos padrões estabelecidos, pois eles já garantem maior segurança ao seu imóvel. 

Para ter acesso a essa norma e seus padrões, basta acessar o site da ABNT ou contatá-los pela central de atendimento. 

  1. Projeto elétrico 

O projeto elétrico é  um projeto complementar aos demais e representa de forma gráfica as instalações elétricas de um imóvel. 

Sua execução é regulamentada pela NBR 5410 descrita acima, e é de grande importância para um funcionamento elétrico adequado.

A partir do projeto elétrico é possível definir os locais de instalação de acordo com os desejos dos clientes, pensando também em desejos futuros e possíveis mudanças. 

Por isso, se está na fase construtiva desse processo, conte com um profissional capacitado para a elaboração e execução desse projeto, tornando sua instalação mais segura e livre de possíveis intercorrências futuras.  

  1. Dispositivos extensores e adaptadores

Muitas pessoas usam e abusam desses dispositivos, mas é muito importante se ater aos limites existentes. 

A sobrecarga de extensores e adaptadores, que possibilitam a conexão de vários dispositivos em uma só tomada, pode gerar curto-circuitos e consequentes acidentes significativos. 

Por isso, evite ao máximo muito uso dos mesmos e se atenha a qualidade dos dispositivos adquiridos. 

  1. Fios descascados

O tempo e outras condições acabam promovendo o desgaste dos fios, por isso, é importante verificar as condições gerais dos cabos condutores sempre que possível. 

Em casos de desencape é importante trocá-los ou encanpa-los novamente com o auxílio de uma fita isolante, por exemplo. 

Esse ato simples evita contato direto com os condutores internos, capazes de dar choques significativos e até fatais. 

  1. Certificação de produtos 

É de extrema importância adquirir produtos que sejam certificados pelo INMETRO, pois eles apresentam níveis de qualidade e segurança testados e certificados. 

Caso contrário, as chances de acidentes elétricos como choques e curto-circuitos são maiores, além de levar ao aumento da conta de luz. 

  1. Atente-se aos equipamentos de medição e proteção 

Caso haja desligamento constante desses equipamentos, é interessante analisar as condições da sua instalação elétrica,  pois pode estar havendo sobrecarga. 

Por isso, se atenha aos sinais dados pelos dispositivos de proteção, eles são de extrema importância e servem justamente para sinalizar a ocorrência de algo atípico. 

  1. Tenha cuidado com a água 

Todo mundo sabe que água e eletricidade são inimigos mortais, por isso evite sempre essa proximidade. 

A cozinha  e  o banheiro, por exemplo, são locais constantemente expostos a umidade e merecem atenção redobrada nesse quesito. 

Além disso, é importante se ater ao cuidado em manusear equipamentos elétricos com as mãos molhadas, pois esse ato representa um risco significativo de choque. 

  1. Área externa requer maior nível de atenção 

Os condutores que abastecem a casa externamente possuem altos níveis de tensão, por isso, ao realizar qualquer procedimento externo tenha muito cuidado com eles. 

Ainda que seja um reparo simples, requer atenção para que não haja um possível arco elétrico ou demais acidentes desse porte. 

  1. Mantenha condutores distantes do calor

O calor desgasta os fios condutores e pode levar a incêndios significativos, por isso, mantenha os fios sempre longe de locais aquecidos como lareiras e fornos. 

  1. Manutenções periódicas

Tudo na vida sofre desgastes com o tempo, e com as instalações elétricas isso não é diferente. 

Por isso, é necessário realizar uma manutenção periódica da rede elétrica da sua residência,  trocando dispositivos comprometidos e diminuindo mais ainda as chances de intercorrências. 

Para a realização dessa manutenção, é importante contar com profissionais qualificados. 

  1. Cuidado com as crianças 

A infância representa uma fase de muita curiosidade e descoberta, dentre elas em relação aos componentes da casa. 

Por isso, é importante proteger todas as tomadas e demais dispositivos elétricos, pois os mesmos podem despertar curiosidade e acidentes inconscientes. 

  1. Desative o fornecedor de energia 

Sempre que for realizar algum conserto elétrico, é fundamental desligar o circuito geral da residência para que não haja riscos. 

Ainda que em procedimentos simples como a troca de uma lâmpada, é importante desabilitar o disjuntor durante a realização da troca e manuseio de qualquer componente eletrônico. 

Conclusão 

Por fim, fica em evidência a necessidade de seguir os cuidados listados acima à risca, evitando acidentes graves e assegurando seus ambientes de convivência e permanência.

Por isto é muito importante estar atento a todos os detalhes das instalações elétricas do seu projeto estrutural. Ainda tem dúvidas? Entre em contato com a gente e agende a sua avaliação! 

Banners do Rock Convert copiar min 1
Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados