fbpx

Ultima Atualização: março 15, 2024

Tecnologia e Desenvolvimento de Software, Gestão Empresarial e Consultoria

Passo a passo para desenvolver um aplicativo

Uma mão segurando um smartphone com ícones de mídia social para desenvolver um aplicativo.
Índice

Atualmente, não há como imaginar nosso dia a dia sem fazer uso de pelo menos um aplicativo.

Seja para enviar mensagens, pedir comida, postar fotos ou pedir um carro, o fato é que a criação de sistemas personalizados e os aplicativos facilitam e muito, a rotina de milhões de pessoas diariamente. 

Ainda que haja diversos tipos de aplicativos disponíveis para os usuários, a todo momento novas ferramentas são criadas.

Ideias para novas formas de agilizar processos ou trazer diversão para as pessoas surgem a todo momento. 

Através dos aplicativos é possível ter uma boa renda, mas para chegar até este nível, é preciso saber como desenvolver uma ferramenta desse tipo.

Assim como no desenvolvimento de software, a criação de um aplicativo exige atenção e auxílio de profissionais.

Para saber mais sobre o tema e tirar sua ideia de app do papel de uma vez por todas, continue a leitura. 

A importância dos aplicativos

Ainda que os aplicativos de uso geral, podem ser de grande valia na rotina das pessoas, gerar lucratividade e atrair novos negócios, não são os únicos que representam importância tanto para a população quanto para os criadores.

Os aplicativos mais populares, como citamos no início, são importantes, ágeis e tornam a vida mais fácil.

No entanto, há outros tipos de aplicativos que representam quase a mesma coisa: os apps de uso interno, os apps próprios. 

A era digital ganha cada dia mais força e demonstra a cada dia sua importância e empresas que querem se firmar diante desse cenário, devem se adaptar e investir no que seu público deseja.

E a criação de sistemas personalizados é uma ótima maneira de fazer isso. 

As ferramentas de uso interno facilitam a vida dos clientes pois, podem oferecer atendimento exclusivo e personalizado, trazer mais proximidade com a empresa e diminuir a perda de tempo na espera por atendimento.

A ideia de investir na criação de sistemas personalizados para seus clientes ou até mesmo para seus colaboradores, é uma decisão que envolve estratégias de negócio.

Ter a ideia é o primeiro passo, mas também é preciso saber se é viável, como implementá-la e quais os frutos que se espera colher através desse investimento.

Muitas empresas já apostam no desenvolvimento de softwares para administrar e gerenciar processos corporativos e da mesma forma que estas ferramentas têm ajudado empresários, os aplicativos podem ter o mesmo efeito.

E não se deixe enganar, existe público para os mais diversos tipos de aplicativos.

Tudo o que facilita a vida das pessoas e possibilita realizar compras, solucionar problemas e se conectar com mundo na palma da mão, é bem-vindo. 

Mas antes de iniciar o passo a passo da criação de um aplicativo, é preciso se perguntar: a quem esta ferramenta vai ajudar? Qual o meu objetivo ao criá-la?

Por isso, é importante contar com auxílio de profissionais que ouçam suas ideias, ofereçam soluções para possíveis impasses e acima de tudo, digam a verdade sobre a viabilidade do projeto. 

Passo a passo para a criação de um aplicativo

É nessa fase que as perguntas feitas anteriormente começam a ser respondidas.

A criação de sistemas personalizados vai muito além da ideia, veja o passo a passo:

  • Defina o público-alvo: seu aplicativo será de uso interno ou externo? Para quem ele está sendo desenvolvido? É preciso ter estas questões respondidas previamente.

O app será para atendimento ao cliente, entretenimento, uso exclusivo para funcionários? Defina também a faixa etária principal a ser atingida pela sua solução, hábitos de quem deve baixar o app etc.

  • Pesquise: pode parecer estranho, mas para desenvolver um aplicativo certeiro, é necessária a realização de uma pesquisa de mercado.

O primeiro passo é conferir as lojas de aplicativos mais famosas e ver quantos aplicativos com a mesma proposta já existem (caso seja um app de uso geral).

A pesquisa de mercado faz com que sua ideia não seja só mais uma na multidão. A partir da pesquisa, você pode colocar diferenciais no seu app e destacá-lo.

  • Esboço: nessa etapa, a ideia começa a ganhar forma, o que era antes apenas sugestões e pensamentos deve ser agrupado e nomeado.

Nessa parte também já é preciso decidir sobre monetização, uso de propagandas dentro da ferramenta e se os usuários precisarão ou não pagar para baixar o app. 

  • Criação de telas: após o esboço, é preciso dar cara ao aplicativo.

As telas que o usuário vai ter acesso, são chamadas de Wireframes e as páginas que estarão inclusas dentro da ferramenta devem interagir entre si.

É através do Storyboard que isso é definido.

Aqui, você precisará utilizar as informações que tem sobre seu público-alvo para tornar a experiência de uso melhor, investir na criação de sistemas personalizados para o seu tipo de usuário. 

  • Back End: aqui, é preciso fazer todo o trabalho ‘dos bastidores’ do app. Nesta fase, devem ser pensadas as soluções de armazenamento, construção de base de dados e estabelecimento de servidores. 
  • Melhorias: é preciso que o aplicativo passe por uma avaliação crítica para que possíveis falhas sejam solucionadas e melhorias sejam feitas.

O olhar de profissionais pode fazer toda a diferença nessa etapa, eliminando os riscos de que a ferramenta chegue incompleta até os usuários finais.

  • Finalização: nessa fase, todos os dados colhidos até aqui, devem ser implementados no aplicativo.

Também deve ser criada uma conta na loja de aplicativos escolhida para disponibilizar sua ferramenta e UI (User Interface) é desenvolvida.

Esta deve ser atrativa, intuitiva e funcional, acima de tudo.

  • Teste Beta: antes de disponibilizar sua criação de sistema personalizado para o grande público, é ideal que haja testes beta.

 

Desta forma, é possível corrigir algum erro que aparece de última hora e garantir o sucesso do aplicativo quando o lançamento oficial ocorrer. 

Após todas essas etapas, por fim, é hora de lançar o aplicativo, para o lançamento também são necessárias estratégias.

É preciso divulgar e fazer com que as pessoas saibam que sua solução existe e já está disponível para elas. 

Para te ajudar no desenvolvimento de softwares ou aplicativos de sucesso, conheça a Poli Júnior!

Conheça a Poli Júnior

A Poli Júnior está há anos no mercado e conta com profissionais de diversos ramos e tem uma área dedicada somente a criação de projetos, a gestão de negócios, a inovação e tecnologia, a criação de sistemas personalizados e muito mais.

Nossos especialistas vão te ajudar a tirar suas ideias do papel de forma estratégica, ouvindo seus pontos de vista e apontando as melhores soluções para que seu empreendimento seja lucrativo.  

Para dar um passo na direção do seu sonho de forma consciente e eficaz, uma consultoria especializada na Poli ajuda você.

Conheça todos os nossos serviços e solicite um orçamento através de nosso site, basta clicar aqui.

Compartilhar

Mais artigos