Como criar uma marca forte para a sua empresa!

Ao optar por abrir um novo negócio, há uma série de coisas que necessitam de atenção, como por exemplo organizar o financeiro, ir atrás de toda a documentação necessária, contratação de funcionários, elaboração de pesquisas de mercado, desenvolvimento dos produtos, padronização dos processos, entre muitas outras atividades que são pré requisito para o sucesso de um empreendimento.

No entanto, quase tão importante quanto tudo isso, é o desenvolvimento de uma marca forte para o seu negócio, e com isso surge o questionamento “como criar uma marca forte e inovadora?”

E foi pensando em facilitar essa etapa para você que nós, da Poli Júnior, elaboramos este material.

Mas afinal, o que é uma marca?

De acordo com o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), órgão vinculado ao Ministério da Economia, responsável por proteger a propriedade industrial e, nesse contexto, registrar marcas, a definição de marca é:

“Todo sinal distintivo, visualmente perceptível, que identifica e distingue produtos e serviços, bem como certifica a conformidade dos mesmos com determinadas normas ou especificações técnicas”.

Dessa forma, entende-se que marca é um conjunto de elementos tais quais símbolo, logotipo, emoções e cores que formam a identidade completa de uma determinada organização.

Entre os muitos elementos que compõem uma marca, estão:

  • Logotipo: é a representação visual daquela marca, geralmente presente em todas as interações com os consumidores e em todos os serviços, produtos, propagandas ou qualquer ação de divulgação da entidade.
    Vale salientar que, mesmo que possa sofrer alterações ao longo dos anos, o logotipo geralmente segue um padrão que representa tanto a empresa quanto a cultura e seu público alvo.
  • Ícone: é como um segundo logotipo adotado para substituir o principal em situações diferentes, como por exemplo em aplicativos ou sites.
  • Símbolo: também é uma forma de imagem associada à organização, como uma versão “resumida” do logotipo, geralmente quando há necessidade de inserir a presença daquela marca em espaços que não cabem o logotipo por inteiro ou se deseja passar uma imagem mais rápida ao interlocutor.
  • Valores: são pilares que representam essencialmente a cultura da organização, os quais devem ser praticados e defendidos por ela e por todos os seus funcionários.
  • Mascote: algumas organizações adotam personagens, muitas vezes presentes nas redes sociais, com o objetivo de gerar engajamento e conquistar ainda mais consumidores, por meio de uma identificação com aquele elemento.
  • Grafismo: engloba os elementos comuns à marca que fazem a sua identificação, desde materiais gráficos (panfletos, outdoors, adesivos, embalagens, propagandas em televisão, vídeos, etc.)  até sua presença digital na totalidade (redes sociais).
  • Vinhetas: uma espécie de introdução a conteúdos de áudio ou vídeo, como uma abertura que remete àquela empresa.
  • Jingles: trata-se de refrões cujo objetivo é ajudar a popularizar aquela marca ou um produto/serviço específico entre os possíveis consumidores, muito comuns em propagandas de rádio e televisão.

Além da parte visual e de identificação, a marca também abrange o conceito jurídico, o qual consiste na relação entre produtos e serviços da organização, por isso é tão importante registrar a mesma.

Dessa forma, evita-se problemas como plágio, associações incorretas àquele negócio e outros problemas.

O que levar em consideração ao desenvolver uma marca?

Construir uma marca vai muito além de desenvolver uma boa identidade visual, por isso é necessário esforço e conhecimento sobre a proposta do negócio e sobre o público que se visa alcançar.

O principal objetivo de uma marca forte, é ser lembrada e despertar boas sensações no público em geral e geralmente isso é atingido por meio do oferecimento de produtos ou serviços de qualidade, os quais colaboram com a construção de uma boa reputação no mercado.

Uma das etapas iniciais para se atingir esse objetivo é a idealização dessa marca e nesse estágio é importante ter em mente uma série de questões, entre elas estão:

  • Qual o nome desejo que o meu negócio seja conhecido?
  • Que aparência visual eu desejo para o meu negócio?
  • Que cores melhor representam o meu negócio?
  • Quem são meus concorrentes mais fortes e como eles se comunicam com os seus clientes?
  • Qual é a personalidade da minha empresa?
  • Como eu desejo que minha empresa seja vista pelas pessoas? Qual a imagem que desejo passar?
  • Qual mensagem eu quero transmitir aos consumidores? Como posso fazer isso por meio de um slogan?
  • Será que o público que quero atingir se identifica com essa marca?

Além de pensar a respeito sobre todas essas questões, é imprescindível que se faça uma boa pesquisa de público, para mapear e conhecer melhor os gostos das pessoas que você deseja atingir.

Vale a pena também investir em boas ferramentas estratégicas como uma Matriz SWOT, que te ajudará a identificar as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças do seu negócio.

Por último, valorize elementos como história da marca e originalidade, esses dois fatores serão grandes aliados para a sua diferenciação no mercado.

Quanto mais os consumidores conhecerem a trajetória da entidade, mais eles tenderão a depositar confiança nela e, quanto mais original, mais difícil será para que um concorrente venha a substituir o seu negócio.

Você não precisa ser o pioneiro, mas deve investir em ser único no seu ramo!

Conclusão

Mesmo que não haja recursos suficientes para que todos os elementos da sua marca sejam desenvolvidos imediatamente, é muito importante que cada um deles seja criado bem de acordo com a imagem que se deseja comunicar.

Por isso, é sempre interessante buscar profissionais da área para te ajudarem a desenvolver uma boa marca, forte e significativa para o mercado.

Por fim, tenha em mente que consolidar uma marca em determinados mercados não costuma ser uma tarefa fácil nem simples.

Tornar sua marca um destaque entre as demais e conquistar a confiança do público pode demorar vários meses ou até mesmo anos e requer muito estudo, boas estratégias e bastante determinação.

Portanto, é muito importante ter paciência, persistir e investir no processo.

Esperamos que por meio desse artigo tenhamos conseguido sanar suas principais dúvidas e, caso precise de ajuda para desenvolver uma marca forte para o seu negócio, entra em contato conosco!

A Poli Júnior ficará feliz em poder ajudar!

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados