Sistemas de Informação: 5 fatos que poucos empreendedores sabem!

Com o boom tecnológico que temos acompanhado há alguns anos e cada vez mais espaço no mercado para atuar em setores relacionados à tecnologia e inovação, é lógico que as instituições de ensino também disponibilizam mais conteúdos, cursos e graduações referentes às tecnologias da informação, computação, análise de sistemas, etc. No post de hoje, abordaremos alguns cursos e áreas de atuação para os profissionais da tecnologia, com foco especial nos Sistemas de Informação. Vamos lá? 

#01. Gosto de tecnologia e de lidar com dados. Quais são as minhas opções? 

Hoje em dia, encontramos cursos como o de Ciências da Computação, que lidam com programas de informática, aplicativos, plataformas, sistemas e dados, e, por ter um viés mais acadêmico, não exclui a possibilidade de atuar junto a pesquisas científicas, redes de computadores, conhecimento de hardware e software. Há também o curso de Engenharia da Computação, que aborda o lado mais estrutural deste setor, englobando a construção e desenvolvimento de computadores e sistemas, projetando novos instrumentos e ferramentas que são posteriormente introduzidas à comunidade. Ou seja, o engenheiro, em boa parte dos casos, é quem entende sobre e faz a ponte entre hardware e software. 

Já o curso de Sistemas de Informação, apesar da similaridade com Ciências da Computação, normalmente é mais voltado para a atuação no mercado e abrange matérias relacionadas à administração de empresas e gestão de negócios, ou seja, além de estudar o desenvolvimento de sistemas de computadores e programação, se aprende sobre o mercado e a busca de soluções para o mundo corporativo e de empreendedorismo. O curso nessa área pode ter diferentes ênfases, como internet, bancos de dados, negócios, gestão e até mesmo comunicação. 

Dessa forma, um profissional formado em Sistemas de Informação pode atuar como Analista de Sistemas/Softwares, Analista de Negócios, Administrador de Redes, Programador, Gestor de Banco de Dados, Gestor de Projetos de TI, Técnico em Informática, suporte ao TI, entre outras funções. Continue conosco para entender mais sobre essa carreira e descobrir onde esse profissional se encaixa!

#02. Quais as diferenças entre um bacharelado e um curso de tecnólogo? 

Normalmente, os cursos de bacharelado têm uma duração estimada entre quatro a seis anos, o que permite uma formação mais intensiva e completa e, consequentemente, com maior investimento financeiro. Por outro lado, os cursos tecnólogos, por serem mais curtos, durando de dois a três anos, costumam também ser mais específicos, direcionando o foco do estudo como Redes de Computadores, Segurança da Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Jogos Digitais, entre outros.

É importante diferenciar curso técnico de tecnólogo: enquanto o primeiro é uma formação de nível médio, podendo durar de alguns meses a três anos, e é normalmente voltado para formações mais operacionais e mecânicas, o tecnólogo é uma graduação de nível superior, que exige a aprovação em um processo seletivo e costuma preparar os alunos para cargos mais altos, como uma gerência.

Nos cursos de Sistemas de Informação, o aluno pode aprender sobre sistemas operacionais, engenharia de softwares, inteligência artificial, processamento de imagens, computação gráfica, bancos e processamento de dados, robótica, realidade virtual, matemática, probabilidade e estatística, lógica, algoritmos, linguagens de programação, empreendedorismo, conceitos de administração, entre outros conhecimentos abrangentes e extremamente interessantes para a compreensão das tecnologias que nos cercam. 

#03. Como é o mercado de trabalho para o profissional de Sistemas de Informação?

As vagas relacionadas à tecnologia são muitas, visto que este mercado está em crescente expansão. Por estar presente em empresas de qualquer tipo, há ótimas oportunidades para os profissionais da área, visto que quase todos os tipos de negócio utilizam pelo menos um software para gerenciamento, controle financeiro, planejamento, entre outros. 

Por estar apto a administrar fluxos de informação em qualquer rede de computadores, seja ela particular ou empresarial, e saber lidar com questões referentes ao armazenamento e recuperação de dados, é possível trabalhar de forma autônoma, empreendendo ou ensinando em escolas de informática, cursos técnicos, profissionalizantes e universitários, ou em empresas dos mais diversos tamanhos e setores, visto que é imprescindível a utilização de tecnologias e é crescente a inserção dos negócios nos meios digitais. 

O desenvolvimento de softwares é uma área com grande presença destes profissionais, que estruturam e desenvolvem sistemas com base nas necessidades dos usuários. Além disso, a atuação na internet, como em plataformas de hospedagem e desenvolvimento de sites é outro pilar bastante importante para a carreira de analista de sistemas, garantindo que as informações sejam de fácil acesso e estejam bem organizadas em seus domínios. 

Também é possível atuar de forma paralela ao marketing, vendas e produção de conteúdo, pois o conhecimento de sistemas, programas, dados e métricas é útil para mensurar o alcance dos objetivos dentro de uma empresa e estruturar uma estratégia de expansão de um negócio tendo como base softwares de análises de dados.

Além disso, o suporte técnico também é uma área com forte presença desses profissionais, pois são capazes de resolver problemas de conexão e acesso, realizar manutenções em sistemas, estruturação de bancos de dados e acompanhamento de redes de computadores. 

#04. Qual o perfil de um profissional de Sistemas de Informação?

Considerando que ao longo do curso as matérias mais abordadas incluem matemática e tecnologia, a afinidade com estes temas é um traço importante dos profissionais desta área, visto que o desenvolvimento de programas e sistemas exige conhecimento de algoritmos e cálculos. 

A habilidade de trabalhar sob pressão também é considerada bastante relevante, visto que, muitas vezes, os problemas que este profissional terá de solucionar colocam em risco dados de extrema relevância para empresas e entidades, necessitando de prazos curtos para sua resolução. 

Além disso, o conhecimento da língua inglesa – que há tempos deixou de ser um diferencial e hoje em dia é praticamente um pré-requisito para as mais diversas vagas no mercado de trabalho, dada a globalização do idioma e sua presença frequente em nosso cotidiano – acaba sendo, apesar de não obrigatório, extremamente importante e benéfico para o profissional, visto que grande parte da linguagem de programação está nesse idioma. 

#05. O que os Sistemas de Informação e o empreendedorismo têm em comum?

Se não ficou claro até aqui, reforçamos alguns pontos onde os conceitos de empreendedorismo e tecnologia se encontram:

  • O profissional desta área pode atuar de forma autônoma e empreender, desenvolvendo seu próprio negócio. Apesar do fato de que para empreender não é necessário, embora seja altamente recomendado, ter alguma formação acadêmica específica, por ter noções de gestão e administração em seu currículo, ele está apto a unir estes conceitos com os aprendizados referentes a softwares, programas e sistemas, lançando produtos inovadores, desenvolvendo soluções digitais para problemas recorrentes ou mentorando outras pessoas, seja através da atuação como gerente, professor, administrador, etc.
  • Se um empreendedor não possui formação ou conhecimento suficiente na área da tecnologia, o trabalho em conjunto com um profissional de sistemas de informação pode levar ao desenvolvimento de um produto ou solução que pode criar do zero ou expandir um negócio já existente, implementando tecnologias novas ou já existentes para promover um empreendimento. 
  • A contratação de um profissional de sistemas de informação em uma empresa já consolidada garante que, em caso de problemas operacionais em sistemas ou redes, eles serão solucionados por profissionais capacitados  de maneira rápida e segura, visando a proteção dos dados e o bom funcionamento dos sistemas. 

Esperamos ter esclarecido algumas dúvidas sobre essa área do conhecimento tão relevante e em expansão nos dias de hoje. A equipe da Poli Júnior, além de apta para oferecer soluções ao seu negócio, está à disposição em caso de dúvidas sobre tecnologias que podem ajudar sua empresa. Conte conosco! 

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados