Manutenção de Máquina Industrial: veja como mantê-las mais duradouras

Desde a revolução industrial ocorrida na segunda metade do século XVIII, as máquinas tornaram-se as grandes protagonistas da atividade industrial, comercial e capitalista. 

Dessa forma, as máquinas industriais apresentam grande fundamentalidade nos processos produtivos de diversas áreas comerciais. 

Por isso, com a totalidade de uso desses equipamentos, é importante ter ações de manutenção para preservar e mantê-los mais duradouros. 

Importância da manutenção e durabilidade 

Seja para consertos, aquisição de novos equipamentos ou investimentos de melhorias, os custos com equipamentos industriais são bem significativos. 

Assim, boa parte dos passivos das empresas são destinados ao setor maquinário, que requer frequência de manutenção e atualizações, além de reposição e substituição. 

Por isso, para evitar gastos exacerbados e demandas constantes de conserto e troca, é importante manter e aumentar a durabilidade do maquinário empresarial. 

Dessa forma, o investimento feito na compra torna-se muito mais rentável, pois o bem adquirido apresenta resistência e durabilidade. 

Além disso, com a redução da necessidade de consertos e troca, os custos com maquinário diminuem significativamente, reduzindo os passivos da empresa e aumentando consequentemente os lucros, possibilitando investimento financeiro em outros setores. 

Ademais, também é importante salientar a eficiência produtiva de máquinas funcionando adequadamente, evitando assim baixa produtividade, gargalos de processo produtivo e baixa qualidade de serviço. 

Sendo assim, fica evidente a fundamentalidade de prevenir o desgaste e adequar o uso de máquinas industriais, para que não haja prejuízos de recursos produtivos e financeiros e para aumentar significativamente o potencial funcional dos equipamentos. 

10 dicas para manter as máquinas industriais mais duradouras

Agora que você já reconhece a importância e entende os benefícios da manutenção e durabilidade, deve estar se perguntando: “Mas como eu posso fazer isso?”

Para sanar essa dúvida e te auxiliar, separamos a seguir uma lista contendo x dicas para manter e aumentar a vida útil das suas máquinas industriais, tornando-as mais duradouras. 

  1. Faça o mapeamento do setor maquinário 

Antes de tudo, é importante conhecer e mapear o espaço do parque fabril, bem como a disposição de cada máquina, sua produtividade, a expectativa de vida útil da mesma e a ordem de produção. 

Assim, torna-se possível analisar e relacionar o ambiente das máquinas, localizando-as facilmente e tornando os processos de conserto e percepção de problema mais fáceis. 

  1. Adéque os ambientes 

Após mapear e entender a disposição das máquinas no espaço físico empresarial, é importante adequar os ambientes às especificações existentes. 

Tal passo é fundamental pois cada máquina possui demandas de resistência e adequação, tendo em vista criadas para propósitos diferentes. 

Por exemplo, um maquinário sensível a umidade e altas temperaturas precisa estar em um ambiente compatível com essas características. 

Caso contrário, tais fatores irão prejudicar o funcionamento e a vida útil do equipamento de forma significativa. 

Portanto, conheça as especificações de todas as suas máquinas industriais e torne os ambientes de trabalho adequados a elas. 

  1. Faça manutenções preventivas periodicamente 

Para que as máquinas funcionem perfeitamente, é fundamental contar com manutenções preventivas periódicas. 

Tal ato evita desgastes excessivos e necessidade de grandes reparos, muitas vezes irreversíveis. 

Lembre-se sempre que: prever e evitar um problema é muito melhor do que pagar pelas consequências dele. 

  1. Siga a risca as instruções do fabricante 

Para aumentar a vida útil de um equipamento, é imprescindível se ater a individualidade de funcionamento e demanda dele. 

Por isso, conheça as instruções do fabricante e siga as mesmas devidamente. 

Tal conduta reduz os impactos do tempo de uso e aumenta a durabilidade da máquina. 

  1. Use produtos de qualidade 

Para a manutenção dos maquinários, alguns produtos são utilizados corriqueiramente. 

Óleos para lubrificação, por exemplo, devem ser utilizados constantemente para bom funcionamento de engrenagens, correias, etc. 

Portanto, é importante que os produtos utilizados para manutenção do maquinário sejam de qualidade e certificados. 

Assim, há a garantia de que o equipamento não está sendo prejudicado pelo uso indevido de produtos os quais aumentam e propiciam os desgastes. 

  1. Treine sua equipe adequadamente 

De nada adianta ter uma boa qualidade de maquinários, investir em manutenção e colocar em prática todas as dicas anteriores se a sua equipe não age de maneira adequada.

Por isso, é fundamental treinar os seus colaboradores para o manuseio adequado dos equipamentos, incentivando e priorizando os cuidados necessários para o aumento de vida útil do mesmo. 

  1. Realize limpezas periódicas 

Com o uso corriqueiro, as máquinas vão ficando sujas e repletas de dejetos físicos e químicos os quais atrapalham o funcionamento das mesmas e provocam desgaste acentuado das estruturas. 

Sendo assim, é necessário manter os equipamentos sempre limpos, a partir de limpezas periódicas e efetivas. 

Vale salientar que os produtos e instrumentos utilizados para limpeza devem ser próprios e adequados para este processo. 

  1. Use a tecnologia ao seu favor 

Visando a otimização e a facilitação do processo de manutenção, alguns softwares foram desenvolvidos para acompanhar e monitorar o desempenho das máquinas diariamente. 

Tais softwares conseguem coletar dados de funcionamento em tempo real, gerando relatórios de funcionamento e avaliando índices de desempenho. 

Assim, é possível perceber o mais rápido possível irregularidades e redução de produtividade, indicativos fortes de baixo desempenho e desgaste. 

Com a percepção, torna-se viável agir rapidamente e prevenir danos maiores, bem como a redução de qualidade produtiva. 

  1. Invista em revestimentos protetivos

Os revestimentos protetivos conseguem diminuir a corrosão e consequentemente o desgaste de estruturas físicas das máquinas. 

Normalmente os revestimentos são feitos de Carboneto de Tungstênio com cromo e Carboneto de Cromo, substâncias eficazes no retardamento da corrosão. 

Dessa forma, investir nesses produtos é uma ótima opção para quem deseja aumentar a vida útil do equipamento. 

  1. Acompanhe parâmetros de saúde do seu maquinário 

Assim como os batimentos cardíacos, temperatura e a respiração são sinais vitais da saúde do ser humano, parâmetros específicos também podem ser utilizados para definir o estado de saúde dos seus equipamentos. 

Por isso é essencial se ater e acompanhar tais parâmetros, observando sempre os índices dos mesmos e se certificando de que está tudo bem. 

Dentre os principais parâmetros utilizados para analisar a saúde de uma máquina industrial, podemos citar: 

  • Temperatura 
  • Vibração 
  • Consumo de eletricidade, óleo lubrificante e combustível. 
  • Rotação 
  • Vibração 

A partir da alteração de normalidade de um dos fatores acima, é possível identificar o desgaste ou erro, tornando o reparo mais rápido e assertivo. 

Conclusão 

Por fim, agora que você já sabe como aumentar a vida útil das suas máquinas industriais, basta colocar as dicas acima em prática e tornar o uso do seu maquinário seguro e adequado. 

Caso tenha interesse em mais conteúdos como este, basta clicar aqui e ler nossos outros artigos informativos. 

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados