Engenharia Mecânica: 6 motivos para montar um projeto eficiente

Você tem uma máquina que gostaria de melhorar ou está pensando em construir uma nova, do zero, para atender a algum objetivo específico? Então, venha conosco entender para que serve o projeto de Engenharia Mecânica e como muitos problemas ou processos do cotidiano podem ser otimizados, evitados ou resolvidos através deste passo tão importante!

Para que fazer um projeto de Engenharia Mecânica

Quando uma nova ideia surge para otimizar uma peça, objeto, produto, máquina ou equipamento, é preciso testar sua viabilidade através de um projeto mecânico, verificando seu comportamento através de um modelo. Este processo é extenso e repleto de etapas, buscando a eficiência do produto final e garantindo que ele atinja os objetivos propostos em seu desenvolvimento, otimizando o trabalho ao qual se propõe.

Para desenvolver estes projetos, são usados programas como o AutoCAD, o SolidWorks, o CNC, o Mat Labs e o TopSolid, que simulam e desenham máquinas e testam sua função e apresentação. O projeto mecânico, além de ser um passo fundamental para tornar uma ideia em uma máquina concreta, também busca a otimização e a automatização de um processo produtivo, gerando grandes benefícios para a linha de produção na qual o equipamento será inserido. 

Quais as etapas envolvidas ao montar um projeto de Engenharia Mecânica?

Como em todos os projetos, alguns passos devem ser cumpridos em sequência para garantir que todos os elementos sejam abordados ao estruturar sua montagem. São eles:

  • Análise de viabilidade: ao perceber um problema a ser resolvido ou uma situação a ser otimizada por uma máquina, estudam-se todas as soluções possíveis e delimitam-se as possibilidades que podem ser exploradas para resolver este problema ou situação.
  • Desenvolvimento da máquina: ao traduzir a problemática de forma primária em um projeto mecânico, a etapa seguinte consiste em dimensionar medidas, considerar características, calcular a estrutura, escolher materiais e montar a operação da máquina. Esta fase também estuda a usabilidade e a durabilidade do projeto. O produto final vai tomando forma, adquirindo um tamanho provisório e estabelecendo a carga máxima que ele irá suportar. 
  • Desenho mecânico e modelagem  3D: esta etapa confere mais detalhes às peças e às medidas da máquina, antecipando e reduzindo custos no processo de elaboração ao poder montar, primeiramente, um modelo em 3D. Esta representação tridimensional facilita a visualização do projeto e permite ter uma maior noção acerca do produto final.
  • Prototipagem: após elencar as características gerais da máquina e após elaborar os desenhos técnicos, o projeto sai do papel. Aqui, consolida-se uma versão de teste do equipamento para verificar se ele atende às características desejadas inicialmente, possibilitando a realização de melhorias e ajustes. Esta é a principal etapa para atrair investidores ou receber o aval de consumidores do seu projeto, visto que a concretização das etapas anteriores facilita a percepção do produto por parte dos interessados, que conferem se o mesmo atende às suas expectativas.

Quais benefícios a realização de um projeto eficiente pode trazer para o seu negócio?

Além de ser uma atitude lógica para garantir que a máquina ou equipamento desejados cumpram todas as funções e os requisitos aos quais se propõem, trazemos, aqui, seis razões pelas quais é recomendado realizar um projeto minucioso antes de colocar as ideias em prática:

  1. Para otimizar seus recursos: ao projetar um equipamento e testar o produto, simulando no software ao invés de criá-lo fisicamente sem um protótipo, você acaba por reduzir os custos desse desenvolvimento e identificar possíveis erros que só encontraria no meio da confecção da máquina. Muitas vezes, o projeto a ser criado é a derivação de um modelo já existente, o que reduz as etapas necessárias para a elaboração do produto e aproveita um protótipo pré-montado, alterando somente o que for realmente indispensável.
  1. Para aumentar o custo-benefício no longo prazo: é fato que máquinas e equipamentos obsoletos levam a um nível de produção menor do que suas versões mais modernas,  o que justifica, assim, a necessidade de investir em equipamentos mais eficientes e atuais. Isso sem mencionar o aspecto da inovação perante os concorrentes: ao utilizar um equipamento recém-chegado ao mercado, é possível aumentar o valor agregado ao produto final que foi produzido com aquela tecnologia inovadora, o que acaba por ampliar o seu lucro. Apesar de ter um investimento inicial alto, é um custo que acaba compensando infinitamente no longo prazo, gerando maior lucro do que a utilização de máquinas com menor capacidade produtiva. Desta forma, a elaboração de um projeto mecânico de forma atenta e profissional evita gastos desnecessários e prolonga a vida útil da máquina dos equipamentos.
  1. Para utilizar a automatização industrial a seu favor: a automatização de etapas do processo de produção torna o trabalho mais rápido e eficiente, contando com menor intervenção humana, otimizando o produto e tornando sua produção mais ágil. Consequentemente, isto aumenta a produtividade, o que faz com que os empresários confiem no processo e tenham um maior controle e previsão sobre a linha de produção. Desta forma, o projeto mecânico contribui ao criar máquinas personalizadas para as necessidades da empresa, diminuindo custos com mão-de-obra humana.
  1. Para gerar maior conforto e ergonomia: ao desenvolver uma máquina, um aspecto que deve ser levado em consideração é sua utilização pelos funcionários responsáveis pela operação da máquina, pensando no conforto do indivíduo ao manuseá-la e a ergonomia proporcionada a fim de melhorar sua usabilidade. Assim, faz-se necessário contabilizar os riscos que a máquina pode vir a oferecer, de forma a aliar o conforto e a usabilidade à praticidade do equipamento, minimizando qualquer ação que possa ser arriscada ao operador.
  1. Para diminuir a necessidade de manutenção: por passar por um longo período de testes, fica bem mais fácil identificar erros e falhas  no maquinário. Essa detecção antecipada minimiza a necessidade de correções posteriores, evitando que o processo de produção seja interrompido ou prolongado devido a um mau funcionamento do equipamento. Consequentemente, esta elaboração minuciosa amplia a durabilidade do produto, garantindo a qualidade e levando muito mais tempo até a necessidade efetiva do seu conserto ou eventual reposição. 
  1. Para aumentar a vantagem competitiva e ampliar os níveis de inovação: ao trazer soluções personalizadas e adaptadas especificamente para as demandas dos clientes, estas máquinas exclusivas tornam-se um diferencial, tanto para quem produz quanto para quem adquire, estimulando a competitividade no mercado atuante e trazendo cada vez mais tecnologias e funcionalidades aos equipamentos.  

Ao facilitar e otimizar o trabalho dos funcionários de uma linha de produção, tornar sua realização mais confortável e rápida e incrementar os resultados das indústrias, os projetos mecânicos são uma etapa extremamente importante para a implementação da automação industrial. O planejamento e a elaboração de máquinas, quando realizados da forma correta e atenta aos detalhes, evita problemas futuros, reduzindo os custos investidos em maquinário no médio e longo prazo, além de ampliar o lucro da empresa ao aumentar a sua produtividade. 

Se você tem uma ideia de máquina que gostaria de implementar em sua empresa ou trabalha com a produção de equipamentos mecânicos e se interessou pela realização de projetos nesta área, entre em contato com a Poli Júnior para entender como podemos ajudar o seu negócio!  

prototipagem 1
Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados