Projeto estrutural: o passo a passo definitivo e eficaz para você!

Seja qual for o tamanho da obra, o projeto estrutural é uma das partes mais importantes, auxiliando o engenheiro em diversas situações.

Primeiramente, é importante compreender que em muitas ocasiões as informações preliminares são essenciais para o andamento de uma obra. Contudo, o papel do projeto estrutural é exatamente esse: viabilizar diferentes informações fundamentais.

O objetivo consiste em tornar o processo de análise mais prático, gerando uma economia de tempo e recursos, além de outros benefícios importantes.

Se você chegou até aqui, significa que deseja aprender mais sobre isso. Desta maneira, como conhecemos bem o assunto, separamos um passo a passo definitivo para facilitar o seu entendimento sobre o tema.

Tenha uma excelente leitura!

O que é um projeto estrutural?

De forma mais detalhada, um projeto estrutural é o responsável por reunir documentos com todas as informações necessárias para o andamento de uma obra, sendo ela de pequeno, médio ou grande porte.

É possível conter as vigas, estruturas metálicas, lajes, pilares, alvenaria estrutural e fundação. Tudo é colocado de forma detalhada, se tornando um instrumento de base criado através da precisão nos cálculos.

O projeto estrutural consegue dar mais segurança ao desenvolvimento das obras, algo fundamental para o processo de construção. Além disso, também é possível garantir a durabilidade do empreendimento, evitando erros de dimensionamento que podem causar problemas no futuro.

A definição do melhor sistema estrutural é um dos benefícios mais importantes, bem como a facilidade em controlar o andamento da obra. Tudo isso está atrelado ao potencial econômico gerado durante a elaboração de orçamentos, impedindo alguns gastos desnecessários.

Uma obra calculada e prevista também pode tornar a mão de obra mais eficiente, evitando alguns imprevistos que podem atrapalhar a condução da obra.

Como conseguir um projeto estrutural?

Agora que você já sabe o que é um projeto estrutural, chegou o momento de passar para a próxima etapa, a de elaboração.

Primeiramente, é importante compreender que sem o projeto arquitetônico, não será possível desenvolver um projeto estrutural. Se você ainda não tem um, clique aqui e confira outro conteúdo explicativo que preparamos para você sobre o tema.

Com o projeto arquitetônico em mãos, chegou o momento de consultar a Poli Júnior, uma grande aliada nesse sentido. A Poli Júnior consegue elaborar o seu projeto estrutural da maneira certa, dispondo de uma equipe especializada no assunto.

Vale ressaltar que estamos falando de uma associação civil sem fins lucrativos, constituída e gerida por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Se você deseja conhecer melhor a história da Poli Júnior, basta dar um clique aqui!

Pois bem, após o entendimento do caso, a equipe vai conseguir executar o projeto arquitetônico da maneira correta. Todo o processo envolve algumas etapas: concepção estrutural, análise estrutural, dimensionamento e detalhamento e emissão das documentações.

Cada um desses passos é importante e necessário. Em razão disso, explicaremos um pouco cada um deles para você poder compreender melhor.

Quais são as etapas de um projeto estrutural?

Como foi falado anteriormente, o projeto estrutural é composto por algumas etapas imprescindíveis. Se você deseja conhecer melhor como funciona o passo a passo, esse é o momento.

Antes de tudo, é necessário compreender que cada etapa precisa ser executada por um profissional qualificado, uma questão crucial para a segurança do projeto, algo que deve ser levado muito a sério.

Para facilitar o seu entendimento, separamos cada etapa por tópico. São eles:

#01. Concepção estrutural

Logo após a entrega do projeto arquitetônico, o engenheiro começa a estudar o caso, o que dá início a etapa de concepção. Desta maneira, é aqui que o projeto começa a ser concebido.

Nesta fase, definimos o sistema estrutural a ser adotado. Além disso, também é realizada a locação e o pré-dimensionamento dos elementos estruturais (vigas, pilares, lajes, etc.)

Aqui é possível ter uma ideia inicial a respeito da estrutura. As combinações e ações que estarão operando na estrutura também são definidas nesta etapa. 

#02. Análise estrutural

Após a concepção estrutural, a análise estrutural se inicia, mensurando o comportamento da estrutura quando submetidas às combinações levantadas anteriormente, durante a etapa passada.

Os resultados serão expostos em forma de momentos fletores e torsores, esforços cortantes e axiais, deslocamentos sofridos pela estrutura, etc.

Ainda nesta fase, é fundamental conhecer o modelo estrutural adotado na análise dos elementos, além dos vínculos aplicados entre eles. Com isso, é possível interpretar os resultados da forma correta, evitando possíveis erros no dimensionamento e na execução da estrutura.

Tudo isso acaba tornando a análise estrutural uma das etapas mais importantes de um projeto estrutural, sendo um passo fundamental para o sucesso da obra.

#03. Dimensionamento e detalhamento

O terceiro passo, de dimensionamento e detalhamento, é mais uma etapa indispensável nesse processo.

Após a observação dos resultados obtidos através da análise estrutural, as áreas de aço são calculadas e os elementos são dimensionados e detalhados. Porém, isso ocorre apenas nos casos de estruturas em concreto armado.

Com o avanço da tecnologia, alguns softwares que estão no mercado surgiram para auxiliar no cálculo estrutural, fornecendo resultados de forma mais simples e precisa. Embora isso seja bom, é importante ser cauteloso, afinal de contas, a responsabilidade sempre será do engenheiro.

#04. Emissão das pranchas e documentação fiscal

Por último, mas não menos importante, ocorre a emissão das pranchas e a elaboração da documentação fiscal.

Essa etapa ocorre após todos os elementos estruturais serem detalhados, bem como plantas, cortes e demais detalhes finalizados. Primeiramente, é necessário organizar tudo em prancha, contendo as informações necessárias para a execução da estrutura.

Mas não para por aí, pois além das pranchas, também deve ser anexado a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de autoria do projeto. Contudo, também pode ser necessário o relatório de quantitativo de material, memorial de cálculo, memorial descritivo e o relatório de custo.

Conclusão

Levando em consideração todo esse processo, a contratação de uma empresa ou profissional qualificado acaba se tornando indispensável.

O projeto estrutural é uma ferramenta extremamente importante no desenvolvimento de uma obra, seja qual for o seu tamanho. Os benefícios são muitos, tornando necessário a sua utilização.

As informações que um projeto estrutural consegue reunir é uma alternativa fundamental para os profissionais envolvidos, principalmente os engenheiros. Os ganhos em termos de produtividade são gigantescos, evitando diversos imprevistos durante o andamento da obra.

Além de tudo, há uma maior facilidade nas manutenções, aumentando a possibilidade de encontrar e prever pontos que podem ocasionar problemas desnecessários.

Por outro lado, por mais que a tecnologia tenha avançado e as etapas de um projeto estrutural venha sendo facilitada através de softwares, somente alguém qualificado vai conseguir garantir a segurança da sua obra.

Se você busca elaborar um projeto estrutural de forma segura e correta, você está no lugar certo. A Poli Júnior oferece exatamente o que você precisa, auxiliando diversas pessoas nesse sentido.

Quer pedir seu projeto agora mesmo? Basta clicar aqui! Por mais difícil que pareça, a nossa equipe está preparada para entender suas necessidades, ajudando você em tudo que for necessário. Ah, e a avaliação do projeto é realizada de forma gratuita!

Caso deseje aprender mais, temos um blog recheado de outros conteúdos interessantes. Você só precisa clicar aqui para ter acesso!

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados