Plano de Negócio: TUDO que você precisa saber para criar um

Manter uma empresa sustentável por muito tempo exige disciplica e planejamento. E uma das ferramentas que pode te ajudar nessa missão é o plano de negócio.

Com ela você consegue montar um planejamento completo e garantir os caminhos que seu negócio deve seguir, orientando todas as áreas da empresa.

Mas, muitos ainda não sabem como funciona ou se de fato essa ferramenta funcionará em sua empresa.

Por isso, neste post vamos te mostrar o que é o plano de negócio, como ele funciona e o passo a passo completo para fazer um em sua empresa.

Então continue lendo.

analise de dados 1

O que é um plano de negócio?

O plano de negócio é uma documentação que visa antecipar cenários da atuação do seu negócio, com objetivo final de prevenir erros, gastos desnecessários e, além disso, avaliar a viabilidade da sua ideia.

Então, quando colocamos os custos de pessoas, planos de marketing, custos com documentação, objetivos do negócio e diversos outros fatores no papel, é possível gerar estratégias de como adentrar no mercado da maneira mais assertiva possível.

Além disso, o plano de negócio pode ser estruturado em diversas etapas, sendo as principais:

  • A estruturação de um planejamento financeiro;
  • um plano de marketing;
  • e um plano operacional.

Tendo como objetivo é sempre entender o perfil do empreendedor, de seu produto e do mercado onde ele estará inserido.

Porque fazer um plano de negócio para sua empresa?

Sem o devido planejamento, você pode entrar em um mercado sem conhecer profundamente a seu público-alvo, concorrentes, custos e diversos outros fatores.

Por isso, antes de pular a etapa da realização do plano de negócio, pense se você já tem a resposta para a maioria dessas perguntas:

Sumário Executivo

  • Você conhece as principais características do seu negócio?
  • Qual seu perfil de investidor e suas habilidades a favor do seu negócio?
  • Você já definiu a missão da sua empresa, ou seja, o job to be done do seu produto e a importância disso para os colaboradores?
  • Já existe uma análise SWOT do seu negócio?

Análise de Mercado

  • Você já tem as personas dos seus clientes definidas (idade, renda média, localização, volume, etc)?
  • Qual o comportamento de seus clientes e qual o gatilho de compra deles?
  • Você já conhece os melhores canais de compra para seu produto?
  • Existe um estudo sobre seus concorrentes, para entender suas forças e franquezas e como aprender com elas, assim como entender se existe espaço nesse mercado e competitividade do seu produto?
  • Você já elaborou uma análise das Forças Porter?
  • Existe um estudo dos fornecedores, seus poderes de barganha, flexibilidades e vulnerabilidades?

Plano de Marketing

  • Você já conhece como apresentar seu produto no mercado?
  • Você sabe qual o melhor preço para que seu produto tenha aderência no mercado?
  • Quais são suas estratégias promocionais?
  • Em quantos e quais canais você pretende divulgar seu produto ou serviço?

Plano Operacional

  • Você já definiu o melhor layout para sua loja/fábrica, para que ela tenha a melhor produtividade e diminuição de desperdícios?
  • Qual sua capacidade produtiva máxima? Qual é a mínima?
  • Existe algum mapeamento e gestão de processos dentro da sua ideia de negócio?
  • Quantas pessoas serão necessárias para fazer o empreendimento funcionar?

Plano Financeiro

  • Você já estimou seus investimentos fixos para que o negócio funcione da maneira apropriada?
  • Você já definiu seu capital de giro?
  • Quais são seus estoques mínimos de produtos e caixa?
  • Quais serão os investimentos pré-operacinonais necessários?
  • Existe alguma estimativa de faturamento mensal? Para quais diferentes cenários?
  • Você já tem indicadores de viabilidade do negócio?
  • Existem demonstrativos de resultados?

A maioria dessas perguntas podem e devem ser respondidas antes do início de um negócio.

Estudos do SEBRAE apontam que 25% dos negócios não chegam a completar um ano de funcionamento, muitas vezes devido a má estruturação e planejamento técnico antes de sua execução.

Ainda, uma pesquisa dirigida pela Harvard Business Review aponta que empresários com um bom plano empresarial apresentam 16% mais chances de sucesso.

Depois de tudo isso, acho que conseguimos concluir a importância do plano de negócio para realizar o seu sonho!

Agora vamos entender como estruturar um bom plano de negócio para sua empresa.

Como estruturar um plano de negócio?

Agora que já pensamos nas diferentes áreas de atuação do plano de negócio e entendemos sua importância, precisamos saber como estruturar ele a fim de gerar as respostas para as perguntas listadas acima.

Para isso, iremos estruturar o plano em 5 diferentes etapas.

Essas etapas podem variar de acordo com a execução do projeto ou de acordo com seu objetivo ao realizar esse planejamento (você pode já ter estruturado alguma delas).

O importante é que, antes de começar o seu negócio, todas as suas dúvidas estejam esclarecidas e que você possa desenhar diferentes cenários calculados para os próximos passos da sua empresa.

1. Faça o Sumário Executivo

Esta é a parte mais abrangente do plano de negócio e será completada ao longo da execução das demais etapas desse.

O objetivo do Sumário executivo é reunir todos os pontos determinantes para o sucesso do seu negócio.

Aqui, iremos determinar o modelo básico para o negócio e estratégias de atuação para a empresa.

Como esperado de um sumário, este deve ser curto (em torno de uma página) e conter características gerais, como

  • A descrição da empresa (produtos, localidade, nome)
  • Os requisitos iniciais de investimento, como maquinário e localização
  • A missão do seu negócio, ou seja, o motivo de existência da sua empresa
  • A descrição do perfil do empreendedor e como usar essas habilidades ao seu favor
  • A proposta de valor da empresa, ou seja, o produto ou serviço ofertado, o qual resolve um problema para o cliente

O Sumário Executivo é a única etapa produzida ao longo de todo o plano de negócio.

Ele deve conter os principais outputs de cada etapa e ser constantemente revisado, mesmo após o início da operação da empresa.

2. Realize uma Pesquisa de Mercado

72a

A etapa de pesquisa de mercado de um plano de negócio tem dois principais objetivos: identificar e validar o consumidor ideal do seu produto ou serviço, e analisar os obstáculos e oportunidades que o mercado oferece para você.

Para validar o consumidor ideal são feitas:

  • pesquisas quantitativas, a partir da divulgação de formulários;
  • pesquisas qualitativas, em que são realizadas entrevistas com possíveis usuários, identificando: diferentes gostos, faixas etárias, sexo, gêneros, cargos e outras características para mapear os perfis ideais de clientes.

Já na etapa de análise de mercado são realizadas pesquisas com relação ao setor em que seu produto/serviço faz parte, identificando:

  • Regulamentações;
  • crescimento econômico;
  • concorrentes;
  • precificação;
  • e outras informações que possam agregar para o plano de negócio.

Essa pesquisa pode ser realizada tanto através de benchmarks, ou seja, entrevistas com empresas ou órgãos do setor, ou até mesmo a partir de análise de relatórios e dados divulgados publicamente.

Como fazemos na Poli Jr.:Após a coleta de todos esses dados, a equipe da Poli Júnior realiza uma análise profunda sobre as informações coletadas para que as próximas etapas do plano de negócio sejam bem direcionadas, como estratégias de marketing, de precificação, possíveis custos, ou até mesmo funcionalidades que seu produto deva ter para atingir melhores resultados no mercado.

3. Crie o Plano Operacional

72b

O Plano Operacional define as características mínimas necessárias do negócio, como o layout dos setores da empresa, a capacidade produtiva do seu produto ou serviço e a necessidade de pessoal para manter o negócio rodando.

Dentre essas características, algumas que não podem ser esquecidas são:

  • Nível de qualificação de funcionários
  • Número de funcionários
  • Maquinário a ser adquirido
  • Melhor disposição do negócio para evitar desperdícios
  • Dependência de fornecedores
  • Produtividade de equipamentos

Nessa etapa, é importante definir cargos, posições e responsabilidades dentro da empresa de acordo com a capacidade dos colaboradores e das necessidades do negócio.

A imaginação de como serão dispostos maquinários ou mesas de um possível escritório devem ocorrer nessa etapa, prevendo possíveis perdas de material ou produtividade.

Para ajudar, anote tudo no papel, em caso de grandes estabelecimentos, entre em contato com nossa equipe de engenharia civil para ajudar na formulação arquitetônica.

4. Faça o Plano de Marketing

72c

O Plano de Marketing vai muito além de estratégias de como divulgar o produto. É sobre conquistar clientes e mantê-los no seu negócio.

Para isso, é necessário definir as melhores estratégias e planos de ação baseados no estudo detalhado de seu produto e mercado.

Nessa etapa, teremos foco em atingir, converter e cativar seus clientes.

Para isso, devem ser escolhidos os melhores canais de divulgação, as maneiras mais efetivas de converter leads e dar upsell (melhorar a compra inicial do cliente).

Como fazemos na Poli Jr.:Na Poli Júnior, nossos focos ao realizar um Plano de Marketing serão:

  1. Conseguir a melhor descrição dos produtos ou serviços que serão vendidos pelos nossos clientes, assim podemos, com base na pesquisa de mercado, encontrar pontos de destaque em nosso produto que não são encontrados ou tão explorados por possíveis concorrentes, elevando a penetração desse produto ou serviço no mercado.
  2. Entender o preço praticado pelos concorrentes e seguir caminhos que possibilitem explorar essa condição a favor do seu negócio. Isso pode ser feito adotando um perfil de divulgação de produto com carácter mais “premium”, ou simplesmente destacando o fato do seu produto ter um dos menores preços do mercado. Para definir isso, o conhecimento da persona a ser engajada pelo produto é de grande importância.
  3. Definir os melhores canais de divulgação com base no perfil de nossos clientes. Para determinado cliente ou produto, a divulgação orgânica pode ser alavancada melhorando o SEO do site da sua empresa, ou investindo em anúncios em mídias digitais e Google. 

Por fim, devemos sempre lembrar da importância de campanhas promocionais para captar novos clientes e obter espaço em mercados já bem ocupados.

Essas podem ser divulgadas pela internet, nos próprios locais de vendas dos produtos ou por via de parcerias com mercados, lojas ou fábricas, dependendo do seu produto.

5. Realize o Plano Financeiro

72d

O Plano Financeiro é uma das mais desafiadoras e cruciais etapas do plano de negócio.

Pois, aqui iremos organizar os gastos da empresa, entender suas necessidades básicas de funcionamento e o retorno sobre seus investimentos.

E para determinar essas informações, iremos realizar um conjunto de procedimentos que visam entender, controlar e planejar as atividades financeiras.

Porque sem uma gestão financeira detalhada, seu negócio pode gastar recursos desnecessariamente ou focar eles nas áreas menos interessantes para o alto desempenho da empresa.

Além disso, sem o devido planejamento, o acompanhamento de gastos simples pode sair do controle do gestor e afastar possíveis investimentos.

Como fazemos na Poli Jr.:Na Poli Júnior, nossos focos ao realizar um projeto de gestão financeira serão sempre iniciados pelo entendimento do limite de investimento do nosso cliente e de como, na medida do possível, sempre evitar alcançá-lo, mantendo assertividade dos investimentos e segurança para eventuais quedas de desempenho do negócio.

Assim, conhecendo o teto de gastos e tendo o Plano de Marketing e Operacional determinados, conseguimos calcular fatores como:

  • o investimento total, pontuando investimentos fixos mensais (pensando, também, da depreciação do maquinário);
  • capital de giro (reserva de recursos para contas a receber, caixa e estoque) e investimentos pré-operacionais.

Aqui, é necessário conhecer o custo médio de comercialização do produto ou matéria prima usada, assim como a maneira de trabalho dos maiores concorrentes.

Conhecendo gastos e o valores esperado de venda para diferentes cenários, podemos caminhar para a previsão do faturamento mínimo mensal da empresa.

Assim, devem ser gerados demonstrativos de resultado e indicadores de viabilidade do negócio para os mais diferentes negócios (analisando o ponto de equilíbrio do negócio, sua lucratividade e rentabilidade).

Também é necessário determinar o ROI do investimento e de possíveis campanhas de marketing.

Especialmente na Poli Júnior, trabalhamos com a elaboração desses indicadores e de planilhas de gastos automatizadas para nossos clientes, garantindo a maior precisão na previsão de gastos e tomada de decisão do empreendedor.

Conclusão

Como vimos, o plano de negócio é peça fundamental para manter uma empresa sustentável e duradoura. 

Então, se você se interessou em fazer um plano de negócio para sua organização mas ainda não se sente confiante em fazer, entre em contato conosco para te ajudarmos a dar esse primeiro passo para um negócio mais lucrativo. 

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados