Conheça o SGBD: o sistema de gerenciamento de banco de dados!

Na gestão empresarial e suas implicações, há a necessidade constante de armazenar, organizar e proteger as informações de forma segura e eficaz. 

Para isso, as bases de dados são amplamente utilizadas em diversos sistemas gerais de empresas, independente do porte das mesmas. 

Além disso, as bases de dados e pesquisas são os principais meios de informação, tanto no meio acadêmico quanto no mundo dos negócios. 

Dessa forma, surge a necessidade de gerir os bancos de dados adequadamente, protegendo as informações contidas e administrando-as da melhor forma possível. 

Para atender a esta e outras necessidades é que o SGBC (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) foi desenvolvido e aprimorado desde então. 

Mas afinal, o que é o Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados? É o que explicaremos no tópico a seguir. 

O que é Sistema de Gerenciamento de banco de dados? 

Como o próprio nome já fala, o Data Base Management System (em tradução livre, sistema de gerenciamento de banco de dados) é uma série de softwares desenvolvidos especialmente para gerenciar uma ou várias bases de dados de um mesmo domínio. 

Ou seja, todas as informações utilizadas e armazenadas devem ser processadas e gerenciadas pelo sistema de gerenciamento de banco de dados em questão. 

Possui princípios básicos de atuação, sendo eles: 

  • Integridade: apenas dados reais e íntegros 
  • Segurança: Capacidade de assegurar os dados armazenados 
  • Tolerância a falhas
  • Recuperação: Backup 
  • Controle de concorrência: Garante a atualização correta e simultânea de acesso. 

Viabilizam a alteração, inclusão ou exclusão de dados de forma simplificada pelos clientes, que passam a ter altos níveis de satisfação e autonomia. 

Além disso, são formados pelos seguintes elementos em sua arquitetura: 

  • Motor de base de dados
  • Subsistema de definição 
  • Subsistema de manipulação 
  • Subsistema de administração 
  • Subsistema de de gerações 

Como os sistemas de gerenciamento de dados funcionam e quais suas funções?  

Funcionam a partir da tecnologia API ou a partir de drivers os quais executam comandos em linguagem SQL, diferenciando-se umas das outras pelas interfaces e pelos modos de atuação. 

  • Tecnologia API 

A tecnologia API (Application Programming Interface, em tradução livre: interface de programação de aplicação) é utilizada para o desenvolvimento de softwares os quais necessitam de permissões entre plataformas, possibilitando a comunicação facilitada e efetiva entre aplicativos. 

É caracterizada pela criação de interfaces, que possibilitam o uso fácil e efetivo de clientes. 

  • Comandos em linguagem SQL 

A linguagem SQL é a mais utilizada na execução de comandos de bases de dados relacionais, as quais funcionam a partir de tabelas. 

  • Funções 

As funções viabilizadas pelos Sistemas de Gerenciamento em bases de dados são as principais responsáveis pelo seu amplo uso, todas elas fundamentadas nos princípios básicos existentes. 

A seguir, você confere as principais delas. 

  • Promover a segurança 

Como dito anteriormente, a segurança é um dos princípios que fundamentam o SGBD. 

Dessa forma, tais sistemas possuem como uma das principais funções promover a segurança, seja ela física ou lógica. 

Tal proteção é viabilizada pelas permissões de acesso, destinadas apenas a pessoas autorizadas previamente e com direito ao acesso das informações. 

Assim, a segurança é garantida e as chances de uso indevido de dados são reduzidas significativamente. 

  • Garantir a integridade 

A integridade dos dados também é um fundamento do SGBD, que tem como objetivo principal manter as informações válidas e consistentes. 

Assim, há mecanismos específicos capazes de garantir a integridade efetivamente, evitando a inconsistência de dados. 

  • Atualizar, alterar e eliminar arquivos 

Ao lidar com dados e arquivos, há a necessidade constante de alteração dos mesmos. 

Isso acontece porque mudanças são realizadas todos os dias, principalmente em relação a dados cadastrais pessoais como: endereço, telefone, etc. 

Dessa forma, o SGBD possibilita a atualização, alteração e a eliminação de arquivos, para adequá-los à situação atual existente. 

  • Cadastrar e administrar usuários 

O cadastro de usuários é fundamental para o gerenciamento de banco de dados, tendo em vista que todos os dados armazenados serão referentes aos respectivos cadastros feitos. 

Assim, o sistema de gerenciamento de banco de dados possibilita o cadastro e a administração de usuários, tornando todo o processo mais simples e eficiente. 

  • Compartilhar dados 

Além de todas as funções citadas acima, o SGBD ainda possibilita a importação e exportação de dados específicos, de forma segura e atendendo as necessidades existentes. 

Vale salientar ainda a importância de que esse compartilhamento seja feito adequadamente, para que não haja uso indevido de dados e vazamento dos mesmos. 

  • Realizar backups 

Os backups são tidos como uma medida de segurança para casos de falhas tecnológicas ou humanas, a partir de uma cópia do sistema atual que deverá ser atualizada a cada alteração. 

Tal cópia permite recuperar os dados em casos de intercorrências, com base na última cópia salva. 

Assim, não há perdas massivas de dados e a continuidade de trabalho não é prejudicada. 

Tipos de sistemas de gerenciamento de dados 

Como dito anteriormente, os tipos de sistemas existentes diferenciam-se entre si pela forma de funcionamento e pelas viabilidades oferecidas. 

Dessa forma, é interessante conhecer os principais tipos dentre todos os existentes, para entender melhor o funcionamento de cada um deles e as especificações ofertadas, atentando-se as melhores opções para as suas necessidades. 

  • Hierárquico: O primeiro tipo de sistema de gerenciamento de dados criado, é utilizado há anos e classifica as informações de forma hierárquica, baseando-se em importância e relação. As informações são classificadas em “pais” e “filhos”, relacionando informações filhos a um único pai e criando uma conformação piramidal. 
  • De rede: Semelhante ao modelo anterior, mas diferente dela as informações “filhos” podem ser relacionadas a diversos “pais”, criando maior grau de complexidade entre as relações. 
  • Relacional: É o modelo que utiliza linguagem SQL e relaciona as informações em tabelas, conectando dados de diferentes origens. 
  • Não relacional: Modelo não SQL, onde não há definição prévia nem relações em tabelas. 

Conclusão 

Por fim, agora que você já sabe o que é, como funciona e as funcionalidades existentes, basta escolher o modelo de SGBD que mais atende as necessidades do seu negócio e aproveitar de todos os benefícios decorrentes do uso de tais sistemas. 

Caso tenha interesse em promover e utilizar esses sistemas na sua empresa, fale com um de nossos especialistas e ele te ajudará. 

Para nos constatar, clique aqui

Compartilhe esse post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts relacionados