fbpx

Ultima Atualização: dezembro 15, 2021

Arquitetura e Civil

Planta arquitetônica: o que é e para que serve a planta baixa?

planta arquitetônica
Índice

A planta arquitetônica é um dos documentos mais importantes para a construção e reforma de ambientes. Mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o tema e não sabem para que ela realmente serve.

A boa notícia é que vamos descomplicar o assunto para você! Selecionamos as principais informações sobre as plantas arquitetônicas e reunimos em um só lugar. Por isso, não deixe de ler este post antes de começar a sua obra!

O que é planta arquitetônica?

Planta arquitetônica, também conhecida como planta baixa, é o desenho técnico de uma construção. A ideia é fazer um corte imaginário no ambiente, a cerca de 1,5m de altura, e visualizar melhor todos os seus detalhes.

Sendo assim, é como se você estivesse vendo sua obra de cima, sem o telhado ou laje. Com isso, você entende detalhes importantes, como a posição de cada cômodo e a ocupação do terreno.

Sem dúvidas, esse é o recurso mais importante para o desenvolvimento de espaços, sejam eles residenciais ou comerciais. Ali, você encontra todos os ambientes e sabe exatamente onde ficarão as portas, janelas e corredores.

Para que serve uma planta arquitetônica?

Para que serve uma planta arquitetônica?

A planta arquitetônica tem como principal função orientar os demais profissionais durante a obra e apresentar ao cliente a proposta. Em outras palavras, ela funciona como um tipo de mapa do projeto arquitetônico, que indica como o ambiente deverá ser construído.

Com esse documento em mãos, qualquer pessoa pode entender o que será realizado — mesmo que não tenha conhecimentos técnicos em arquitetura ou engenharia. Além disso, ela contém informações essenciais para a sua execução, como as medidas e a localização de elementos.

Vale destacar que os demais projetos existentes em uma obra dependem desse documento, como:

Quais são os tipos de plantas arquitetônicas?

Quais são os tipos de plantas arquitetônicas?

Você sabia que existem mais de um tipo de planta arquitetônica? Uma construção é um procedimento complexo e repleto de detalhes. Por esse motivo, são necessárias diversas plantas baixas.

Mesmo representando o mesmo espaço, cada uma delas tem uma função específica. Continue a leitura e saiba!

Planta de estudos

A planta de estudos é, na verdade, um esboço feito pelo arquiteto para visualizar suas ideias. É a primeira representação do ambiente e tem como função mostrar como tudo interage e se organiza no espaço.

Devido às suas características, essa planta quase sempre é um desenho feito à mão ou algo bem simples feito por programas especializados. Afinal, a ideia é direcionar melhor as etapas seguintes do seu projeto.

Planta de apresentação de estudo preliminar

A planta de apresentação de estudo preliminar é o primeiro desenho técnico destinado ao cliente em si. Como o nome nos indica, ela traz as ideias preliminares sobre o projeto, com um nível de detalhe maior que o anterior. 

O ideal é que o documento informe como os ambientes se articulam, mostre as dimensões de cada cômodo e permita que até um leigo entenda a sua ideia central. 

Planta de apresentação de anteprojeto

Depois de o cliente apresentar sugestões, o arquiteto faz todas as modificações e apresenta a planta do anteprojeto. Ela deve ser mais detalhada e com dados mais específicos sobre pontos que ainda não haviam sido inseridos nos modelos anteriores.

A linguagem usada aqui ainda é acessível, pois ela é destinada a clientes e pessoas leigas. Além disso, a critério do profissional que a desenvolve, é possível acrescer alguns desenhos mais detalhados, sobre pontos de destaque e inovações arquitetônicas.

Planta legal

A planta legal é confeccionada para dar entrada na prefeitura de onde o imóvel está localizado. Afinal, os funcionários devem entender a ideia da obra e verificar se está tudo conforme a legislação em vigor.

Sendo assim, não é necessário que a planta tenha detalhes de layout do espaço. Na verdade, eles vão conferir outras informações, como existência de áreas molhadas, captação da água da chuva, recuos e áreas dos ambientes.

Planta executiva

A planta executiva é o manual de instruções da obra. Ela é confeccionada para que mestres de obras, pedreiros e demais responsáveis pela construção consigam transformar em realidade tudo o que o arquiteto pensou e discutiu com o cliente.

Quanto mais detalhes e informações forem acrescentados, menores serão as chances de erros de execução. Por esse motivo, é essencial que a planta seja bem completa, com notas de rodapé e todos os recursos gráficos que facilitem sua compreensão.

Planta humanizada

A planta humanizada tem uma função muito específica: transportar um leigo para dentro do ambiente. O propósito é fazer com que o cliente entenda, de maneira mais realista, qual será o resultado da obra.

Ela não tem tantos detalhes técnicos da construção, focando em apresentar layout do ambiente, diferenciais e até ideias de decoração. Exatamente por isso, é muito utilizada na apresentação de novos empreendimentos.

Planta de fachada

A planta de fachada é feita para demonstrar ao cliente a proposta de fachada para sua construção. Portanto, não está muito presa a detalhes técnicos, mas a conceitos de estética e ideias de arquitetura.

Planta de localização

A planta de localização é mais um modelo bem comum durante obras e construções. Sua função é indicar como o imóvel preenche o terreno, mostrando a ocupação do solo e a posição dos cômodos, inclusive em relação à luz solar.

A Poli Júnior é a sua aliada na hora de construir!

Como é possível perceber, a planta arquitetônica é uma grande aliada de quem vai construir ou fazer uma reforma no imóvel. Sem ela, as coisas podem não sair conforme o esperado, gerando transtornos e prejuízos.

A ideia de que o documento é dispensável é totalmente equivocada, já que até mesmo o registro da construção na prefeitura depende dela. Por isso, se você está se programando para iniciar uma obra, não deixe de conversar com a equipe da Poli Júnior! Temos profissionais capacitados para te auxiliar em todo o processo, inclusive na elaboração de plantas arquitetônicas!

Compartilhar

Mais artigos