fbpx

abril 26, 2023

Arquitetura e Civil

Passo a passo para você iniciar uma construção sem dores de cabeça!

Um grupo de pessoas sentadas a uma mesa olhando projetos para uma construção eficiente.
Índice

Iniciar uma obra às vezes pode até parecer uma aventura em meio ao desconhecido, não é? Prazos que quase sempre não se cumprem, problemas de regularização, orçamentos ultrapassados, desperdícios, prejuízos e baixa produtividade são só alguns dos elementos que podem causar muita dor de cabeça ao se começar um projeto. Porém, estamos aqui para te dizer que tirar sua ideia do papal não é sinônimo de uma nova dor de cabeça para se lidar.

Um projeto de construção eficiente é composto por diversas tarefas e para que ele seja executado com clareza é necessário se ter um bom planejamento. Nele devem estar reunidas todas as informações relacionadas à construção para assim evitar potenciais imprevistos.

Por isso, pensando em como tornar essa jornada pela concretização do projeto dos sonhos, nós separamos aqui algumas etapas importantes para o projeto de construção, são elas:

  • Estudo de viabilidade

Antes de iniciar qualquer projeto, seja ele arquitetônico, estrutural, de instalação elétrica ou hidráulica, é preciso considerar as informações de campo. Conhecer os dados e aspectos do local onde será feita a construção e seus arredores é essencial para evitar possíveis imprevistos.

  • Concepção do projeto

Analisado o local, é chegada a hora de trocar ideia com o seu arquiteto ou arquiteta, para que cheguem a um consenso em relação ao que precisa ser feito. Assim, é possível analisar os desejos e viabilidades para a construção dentro do orçamento estabelecido. Lembrando que, a obra não deve apenas acatar as vontades do contratante, mas também as leis do plano diretor local. Assim, é preciso ficar atento aos requisitos do usuário previstos na NBR 15575, que tratam principalmente sobre:

  • Desempenho térmico;
  • Saúde;
  • Higiene;
  • Qualidade do ar;
  • Funcionalidade e acessibilidade.

Em todo lugar existem requisitos diferentes, por isso, é preciso ficar atento às normas e legislações da sua região.

  • Passando as ideias pro papel

Chegada ao fim a concepção, é dada a largada para a elaboração dos desenhos, ou seja, literalmente colocar as ideias no papel! Os desenhos devem ser realizados sempre considerando a execução do seu projeto, com o máximo de detalhamento e informações possíveis.

  • Revisão e aprovação

Com o desenho em mãos, é necessário validá-lo, ver se é necessário fazer algum tipo de correção ou ajuste antes da realização do projeto. Nesse ponto, é necessário que todas as etapas sejam analisadas em conjunto para evitar erros graves na elaboração do seu projeto.

  • Legalização da obra

Tendo em mãos o seu projeto base, é possível preparar os arquivos da obra para apresentá-los à prefeitura da sua cidade. Sendo assim, é importante que tudo esteja alinhado ao plano diretor e outras diretrizes do seu município para que a proposta seja aprovada. É importante ressaltar que ao longo desse processo será necessário pagar algumas taxas de acordo com as leis locais.

Lembrando que, a execução do seu projeto só irá de fato acontecer após a aprovação da prefeitura, por isso é importante que essa etapa do seu planejamento seja bem conduzida com toda a documentação organizada.

  • Calendário de realização

Após a validação do município é preciso ter em mente os prazos para a conclusão da sua obra. Para isso, é fundamental um planejamento de entrega, assim como para a execução de cada serviço, com datas de entrada e saída das equipes que estarão imersas na construção.

  • Orçamento de materiais e mão de obra

Até aqui provavelmente você já está com quase tudo certo, não é? Agora, é preciso que você faça o levantamento de preço dos materiais necessários para a realização do seu projeto e quanto isso custará de mão de obra. Um bom aliado para que essa etapa aconteça de forma assertiva é o Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil, a tabela SINAPI, que disponibiliza dados sobre custos de referência para a elaboração de avaliação na construção civil. As informações são atualizadas mensalmente pela Caixa Econômica Federal.

  • Execução e acompanhamento

É nesta etapa que finalmente você vê o seu projeto ganhando vida através dos profissionais que você contratou para executar o serviço. Ah, mas vale lembrar que mesmo com tudo alinhado é possível que haja revisões na obra, alteração de prazo, custos e mudanças estruturais também. Apesar disso, se existe uma metodologia de execução e orçamentos bem planejados, a concretização do seu projeto só tende a dar certo.

Por fim, ao final do projeto é necessário que se estabeleça uma ponte de comunicação entre seus idealizadores e executores para evitar possíveis gastos de pós-obra, visando a satisfação geral de todos aqueles que estiveram envolvidos no processo.

O que você achou de todas essas etapas? Parece muita coisa, mas elas são essenciais para que você execute sua ideia com o mínimo de dor de cabeça possível.

Se você tem uma ideia e ainda não sabe por onde começar, deixa a gente te apresentar um dos nossos projetos para você se inspirar:

Uma construção eficiente em 3D de uma sala de estar com uma TV.

Passo a passo de como nós transformamos em realidade o sonho de casa da Mirian e do Cláudio!

  • Troca de ideias

Pensando em conseguir tornar realidade o sonho da sua casa própria, o casal que mora em Arujá, queria que todos seus desejos se tornassem realidade com a casa dos sonhos com tudo aquilo que sempre sonharam. Para poderem se sentir realmente em casa, o casal veio com demandas para conseguirem a casa perfeita, uma casa bem iluminada, com conceito aberto para maior integração e espaços também para descanso. Assim, poderiam relaxar logo depois de um dia estressante no trabalho. Para tornarem tudo isso realidade, o casal escolheu a Poli Júnior para a realização do projeto, assim saberiam que tudo estaria conforme planejado e não teriam dor de cabeça na hora da execução.

  • Hora de desenhar

O casal buscou integrar seu terreno de aproximadamente 1300 m2 com a casa, a solução foi janelas amplas para trazer a natureza e iluminação para dentro da casa. Com uma área construída de cerca de 520 m2, nós conseguimos fazer quatro suítes. Uma do casal, uma para um filho de 17 anos, outra para o de 10 anos e a quarta suíte para os pais do casal.

Como a principal demanda era se ter conforto, nós construímos uma área gourmet, um SPA e também uma sala de jogos para que toda a família pudesse se sentir acolhida pelas diferentes áreas de lazer.

  • Bem-vindos à casa nova

Nós seguimos todos os passos e critérios necessários para a execução do projeto e conseguimos alcançar – e até superar – o resultado esperado pela Miriam e pelo Cláudio. Eles ficaram encantados com o projeto!

Inclusive, muitos clientes gostam tanto dessa etapa de construção, que acabam contratando a nossa equipe para a execução de projetos de Design de Interiores.

E aí, o que acharam? Conte você também com os serviços e soluções da Poli Jr. e não se esqueça de compartilhar esse artigo com aquele seu amigo que está iniciando um novo projeto!

A logomarca da Poli Junior, consultoria para empresas.
Uma imagem de um pôster com a palavra poli sobre layout de cozinha.

Compartilhar

Mais artigos

plugins premium WordPress