O que fazer se achar uma rachadura na parede?

internúcleos poli Júnior

O que é?

É comum encontrarmos fissuras, trincas ou rachaduras nas paredes. Elas são alívios na tensão entre duas partes da construção, podem ser inofensivas ou não, sendo preocupantes quando estão ligadas a estrutura da casa.

Por isso é importante observá-las e identificá-las o mais cedo possível para tomar as atitudes necessárias, seja por estética ou para prevenir desabamentos. 

Qual a diferença entre trincas, fissuras e rachaduras?

Rachaduras, trincas e fissuras podem parecer a mesma coisa, mas cada uma tem suas características e nível de gravidade.

Fissuras possuem abertura de até 0,5mm e atingem apenas a superfície da parede, como revestimento e pintura.

Já as trincas são um pouco maiores indo de 0,5mm a 1,0mm, atingindo a alvenaria. Caso atinjam a laje, vigas e pilares devem ser consideradas preocupantes.

Por fim, as rachaduras são profundas e em alguns casos abrindo brechas para vento, água e luz entrarem, sendo essas consideradas urgentes.

Tanto rachaduras como trincas que danifiquem estruturas próximas aos cantos das portas e janelas, principalmente na diagonal, podem indicar um problema na fundação da casa.

Nesse caso, procure um profissional qualificado imediatamente. 

Quais as causas das rachaduras?

As rachaduras nas paredes são causadas pelo recalque do solo, mal planejamento da obra ou excesso de peso em cima da estrutura, como por exemplo a construção de mais um andar sem reforçar a laje ou até uma caixa d’água pesada demais.

Também, materiais de baixa qualidade podem causar trincas e fissuras, além de materiais misturados em proporções erradas, como por exemplo o excesso de água no cimento.

Materiais diferentes que não foram ligados corretamente e possuem dilatação e retração diferentes, como a tinta que retrai enquanto seca ou a madeira que ao longo do tempo diminui devido a perca de umidade, também podem causar fissuras.

Já rachaduras na direção diagonal e/ou indo da parede ao chão ou ao teto podem indicar problemas na fundação fazendo com que a estrutura afunde.

Nesse caso, saia de casa e chame um engenheiro ou a Defesa civil para avaliar o problema.

Já as trincas horizontais e verticais são normalmente consideradas superficiais, porém é necessário observá-las atentamente para verificar se estão aumentando. 

Fique atento à causas externas também. Variação de temperatura e umidade causam dilatação e tração em diferentes níveis em diferentes materiais causando fraturas. 

Além disso, edifícios e casas próximas a linhas de metrô ou intensos fluxos de tráfego podem apresentar rachaduras devido a vibração constante que estão sofrendo.

Como identificar essas falhas?

Primeiro devemos saber como identificar os pontos críticos da casa.

Pilares

Pilares são estruturas verticais também conhecidas como colunas e tem função de receber a carga da estrutura e passar para a fundação. As mais tradicionais são de concreto e aço, mas também podem ser de madeira, ferro etc.

– Trincas horizontais geralmente representam uma pequena falha na fundação.

– Verticais podem indicar excesso de peso.

– Trincas inclinadas podem indicar afundamento do solo, sendo considerada a mais grave.

Vigas

As vigas ficam no sentido horizontal e são quem transmite a carga para os pilares. Também podem ser de concreto, madeira, ferro, aço etc.

Aqui, trincas no sentido horizontal geralmente não apresentam risco. Já no sentido vertical e diagonal podem apresentar excesso de carga na viga.

Laje

Por fim, a laje é um plano horizontal apoiado nas vigas e pilares, também conhecida como teto, tem o papel de dividir os pavimentos.

Geralmente manifestam fissuras no último andar devido a variação de temperatura e diferença de matérias, mas também pode ocorrer devido a excesso de peso.

Uma forma de identificar e observar essas fissuras é fazer pequenos riscos no final dela e anotar datas para monitorar o crescimento, depois passe esses dados para um especialista.

Como tratar as rachaduras?

Para trincas superficiais na alvenaria você precisará de um profissional que saiba usar uma tela sintética específica e cobrir a fissura já preenchida para então passar massa corrida, cobrindo a tela e finalizar lixando ela. 

Já fissuras na tintura você mesmo pode resolver com apenas dois passos:

1. Raspe a superfície da fissura e as proximidades;

2. Uniformize com massa corrida e refaça a pintura.

Porém nos dois casos, tanto as trincas quanto as fissuras, é necessário ter certeza que a causa do problema foi resolvida.

Já problemas de rachadura que atinjam a estrutura exigem soluções diferentes para cada caso, às vezes sendo necessário um reforço completo na estrutura. 

Na dúvida, saia de casa e chame um especialista ou a defesa civil. 

Como evitar essas falhas na minha casa?

Para evitar esses problemas fique atento as infiltrações, observe o fluxo de insetos como formigas e cupins que podem danificar a madeira e o próprio terreno e repare se há grande fluxo de carros nas proximidades.

E claro, contrate um engenheiro civil e outros profissionais especializados para a sua construção de forma que escolham materiais adequados e utilizem fundações apropriadas para o seu terreno.

E, caso vá alugar ou comprar a casa, observe esses fatores antes de fazê-lo.

Conclusão

Nem todas as rachaduras são graves ou representam perigo, porém representam um alerta.

Se você mora em um prédio ou condomínio, contate o sindico ou responsável. 

Em caso de dúvida, não tente mascarar o problema, o ideal é chamar um especialista que avalie a sua situação especifica e indique a melhor maneira de tratar as rachaduras, trincas e fissuras. 

Caso ainda tenha alguma dúvida relacionada ao assunto, você pode nos contatar pelo próprio site ou telefone também, sem maiores compromissos.

Solicite já seu projeto e faça um orçamento!

Quer conhecer mais sobre engenharia cívil? Clique aqui e acesse nossos outros posts!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts relacionados