6 razões para fazer a prototipação do seu projeto - Poli Júnior

6 razões para fazer a prototipação do seu projeto

6 razões para fazer a prototipação do seu projeto

Quando temos uma nova ideia temos logo a vontade de colocar em prática todos os passos para inseri-la o mais rápido no mercado. 

No entanto, para que isso ocorra da maneira mais eficiente é necessário que ela passe por um processo criativo chamado Design Thinking.

Ele é dividido em etapas: conhecer o público-alvo, definir o problema, gerar ideias para resolver o problema, criar um protótipo, testar e implementar a solução encontrada.  

A prototipação é uma etapa fundamental para poder ter uma ideia melhor da receptividade do mercado para aquele produto. 

Principalmente por expressar a UX/UI  (User experience/Experiência do usuário e User Interface/Interface do usuário), que são por vezes deixadas de lado, apesar de serem relações muito importantes para o usuário.

Mas afinal o que é um protótipo?

O protótipo é um modelo preliminar do produto final, isto é, sua função é a de testar o conceito e aceitação do mercado. Nele, deverá ter todas as funcionalidades que, até então, irão constar no resultado final.

A prototipação surge na fase de testes como um método para aumentar as chances de sucessos do produto

Graças aos dados e feedbacks dos possíveis clientes, será possível identificar os erros e fazer as melhorias necessárias, diminuindo os riscos que o produto final irá correr.

Partindo dos resultados coletados pelo protótipo inicial, outros modelos e aprimoramentos poderão ser desenvolvidos até a validação final do produto. 

O que dá uma possibilidade maior de experimentação, onde elementos ou funcionalidades que não tenham tanta importância para o cliente, poderão ser retiradas ou modificadas, evitando custos desnecessários.

Também é possível testar características como aparência, requisitos, usabilidade e desempenho do produto. 

Evitando assim, que se insira no produto alguns atributos que não sejam condizentes com as necessidades do público-alvo.

6 razões para fazer a prototipação do seu projeto

Neste artigo, listamos algumas razões que incentivam a optarmos pela prototipação como método para testar o comportamento do produto no mercado, são elas:

1. Dá forma ao produto

A criação de um protótipo dá um corpo ao produto. Assim, as pessoas podem tocar, sentir e usar o produto, além de dar a você também essas informações sobre o que antes era apenas uma ideia. 

Essa forma física recém-adquirida pela sua ideia permite que se possa ver e aprender como se dá a interação do público com o produto. 

Para que assim, seja mais fácil de identificar os pontos em que se pode melhorar e os que devem ser evidenciados.

2. Testar facilmente o público-alvo 

Outra razão para se fazer a prototipação é que este modelo permite a testagem do público-alvo. 

Com ela, é possível identificar se o público escolhido inicialmente será o que de fato irá abraçar o produto.

Principalmente em produtos físicos, que têm uma condição mais palpável, onde o cliente que se interessa pelo produto pode ser diferente do que foi previsto. 

Além disso, algumas necessidades podem vir a ser solucionadas a partir da modificação ou adição de ferramentas ao produto, gerando um maior atrativo ao produto. 

3. Baixo custo com sua produção

Imagem por Pixabay

Uma das opções para se dar uma forma é executar a criação a partir de um modelo impresso por uma impressora 3D. 

Ela permite uma ótima qualidade e agilidade na produção do protótipo, com um custo reduzido em relação ao custo da produção de um produto real, como máquinas e peças industriais.

Portanto, não será necessário se fazer um alto investimento em um produto que será apenas para teste. 

Dessa forma será possível identificar os erros antes de lançar o produto final. Assim, ganhará tempo e gerará uma grande economia de recursos.

Quando não for possível utilizar uma impressora 3D, pode optar por usar materiais mais baratos e com uma qualidade um pouco menor. 

Isso permitirá continuar com o teste sem comprometer uma grande quantia de dinheiro.

4. Testes e experimentação com o produto

Todo o processo de prototipação permite que antes se estude de modo detalhado o produto antes de lançá-lo. 

Desse modo, serão criados vários protótipos para que possa testar diversas características e funcionalidades rapidamente e com menos riscos.

Essa fase de testes é necessária para que  se incorpore mais facilmente as opiniões e requisitos coletados com a versão anterior e levar o novo protótipo a teste no mercado. 

Sendo possível também o teste de características do produto isoladamente.

5. Redução nos riscos

A redução dos riscos se dá justamente pela análise dos dados levantados a partir dos testes feitos com os protótipos. 

Sendo possível que se perceba rapidamente os defeitos e pontos em que o produto deve ser melhorado, como também aquelas características que devem ser excluídas.

Menos riscos trazem consigo uma economia de vários aspectos, como o tempo que seria gasto na produção de algum elemento defeituoso ou que não fosse requisitado, assim como esse custo de produção e gastos posteriores.

Além de, ao fazermos uso de uma modelagem 3D, reduzir ainda mais esses riscos por meio de testes iniciais antes mesmo de se produzir o protótipo.

6. Otimização

A prototipagem permite que se possa aprender mais sobre a ideia desde o primeiro protótipo, compreendendo como ela funciona e como irá interagir com o público. 

Sendo assim, é possível ter mais e melhores insights sobre as características e funcionalidades do produto.

Com todo esse conhecimento acumulado a partir dos testes feitos com a ajuda da prototipagem teremos então o conhecimento e entendimento das reais necessidades daquele público e se poderá resolver efetivamente os seus problemas.

E, a partir disso, se dará a otimização do produto, onde se recebe o feedback do público. 

Aqui, cabe a equipe de desenvolvimento do projeto de identificar os pontos em que o produto deve ser otimizado.

A modelagem 3D facilita o trabalho de otimização por facilitar a aplicação de alterações a serem feitas na próxima versão a partir dos feedbacks recolhidos.

 

 

Imagem por Pixabay

Como vimos, umas das formas de se criar um produto é a partir da modelagem 3D, que tem uma fácil utilização e desenho. 

 Além de ser muito mais rápido e menos custoso para a empresa a alteração de alguma característica observada pela equipe de desenvolvimento.

Portanto, quanto mais cara e complicada é a produção de um produto, maior será a economia feita ao adotarmos a prototipação, como em projetos de máquinas industriais que tem um custo de produção elevado. 

A utilização de um protótipo irá reduzir esse custo na produção de um produto inicial de teste

Inscreva-se na nossa Newsletter